Samuel straioto
Do Mais Goiás

Caiado escolhe gestor de Fomento para liderar Secretaria da Retomada

Subsecretário de Fomento e Competitividade da Secretaria de Indústria e Comércio, César Moura, é quem ocupará o posto

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), oficializou o nome do futuro titular da Secretaria da Retomada, pasta que está sendo criada em reforma administrativa cuja votação será finalizada pela Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) ainda nesta quinta-feira (23). O escolhido para o cargo é o atual subsecretário de Fomento e Competitividade da Secretaria de Indústria e Comércio, César Augusto Sotkeviciene Moura.

Segundo Ronaldo, o selecionado tem um perfil político desenvolvido em atuação na Goiás Fomento e na Secretaria de Indústria e Comércio. Ele ainda tem, de acordo com o governador, capacidade técnica para propor mudanças na legislação e em estabelecer parcerias com a União e Municípios.

“É uma pessoa que tem toda uma vivência da política de dentro da Goiás Fomento e que tem um perfil técnico, qualificado e também atenderá a necessidade da secretaria dentro de um perfil que é propor mudanças na legislação, avanços em novas parcerias com o governo federal e governos municipais”, relatou Caiado.

A pasta

A intenção do governo é promover inclusão social, devido ao aumento dos índices de desemprego no país, agravados com a pandemia da Covid-19. A criação dessa Pasta visa promover ações para a retomada das atividades na indústria, comércio e serviços, gravemente afetadas com as medidas preventivas para o controle da pandemia.

“Não estamos fora do tempo, mas antecipando o tempo. O problema maior é salvar vidas. Precisamos resgatar a economia, os empregos. Estamos na primeira fase do diagnóstico, salvando vidas, mas já estamos nos preparando para um segundo momento, com parcerias com a Caixa Econômica, com o Banco do Brasil, com outros órgãos e empresas. A uma previsão de chegar a 30% do desemprego no Brasil”, avaliou o governador.

Segundo o projeto enviado à Assembleia Legislativa, a criação da pasta dará sem o incremento de custos, por meio da extinção de estruturas sobrepostas e do enxugamento da máquina pública.