DESPACHO

Caiado deve reunir com vereadores do DEM de Goiânia, nesta semana

Intenção é de encaminhar definições relativas a organização do partido para a eleição deste ano


Samuel straioto
Do Mais Goiás | Em: 26/07/2020 às 15:43:41

Ronaldo Caiado ao lado de Lincoln Tejota (Foto: Samuel Straioto/Mais Goiás)
Ronaldo Caiado ao lado de Lincoln Tejota (Foto: Samuel Straioto/Mais Goiás)

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), deve se reunir nesta semana com os quatro vereadores do Democratas (DEM) em Goiânia: Welington Peixoto, Anderson Sales (Bokão), Jair Diamantino e Paulo Magalhães, além de outras lideranças da legenda. A intenção é de encaminhar definições relativas a organização do DEM na cidade, visando as eleições municipais.

Vale destacar que o partido não tem, no momento, um presidente municipal, o que tem dificultado ações políticas. O vereador Welington Peixoto, que também é líder do prefeito Iris (MDB) na Câmara municipal, esteve com Caiado na última terça (21), em agenda administrativa para solicitar demandas relativas a saneamento em determinados bairros. Na ocasião, ele pediu agenda a política, que foi confirmada para próxima semana.

Caiado, por sua vez, pediu que o encontro aconteça depois do expediente. “Ele marcou uma reunião para a próxima semana, depois do expediente. Ele até frisou isso para a gente tratar do diretório municipal do DEM e, junto com os demais vereadores, discutir o pleito eleitoral deste ano”, disse Peixoto.

Proximidade do pleito

Durante a pandemia da Covid-19, Caiado destacou em algumas oportunidades que não tratou de assuntos eleitorais. Welington Peixoto, porém, avalia que “o momento é difícil, mas precisa ter a pauta política”, com a proximidade das eleições.

O encontro com os parlamentares é uma retomada da agenda política. O assessor especial da Secretaria-Geral da Governadoria e ex-deputado estadual, Lívio Luciano, relatou que as decisões podem caminhar não somente na capital, mas também no interior do estado. Caiado é o presidente estadual do DEM.

“O governador sabe o tempo correto de ter uma agenda um pouco mais política e está sentindo que é o momento de começar a parte política, as eleições. Muita coisa pode evoluir em diversos municípios, sobre candidatos e que caminho o partido pretende tomar”, afirmou Lívio Luciano.