Do Mais Goiás

Caiado afirma que Goiás não negará leitos para pacientes de outros estados

“É preciso diminuir o enfrentamento entre os problemas de estados”, disse o governador

Caiado afirma que Goiás não negará leitos para pacientes de outros estados
Caiado afirma que Goiás não negará leitos para pacientes de outros estados

Em live transmitida na tarde desta quinta-feira (30), o governador Ronaldo Caiado (DEM) comentou uma declaração feita por ele de que Goiás não negará leitos para pacientes de outros estados. De acordo com o governador, não interessa a ninguém que um estado tenha um colapso no sistema de saúde.

“É hora de ter um momento de nacionalidade”, disse Caiado. “É preciso diminuir o enfrentamento entre os problemas de estados. Este passa a ser um problema secundário. Nós temos é que salvar vidas. Não interessa a gente ter um estado vizinho, ou mesmo mais distante, que tenha uma estrutura colapsada, como está o caso do Amazonas”.

O governador ressaltou ainda que teve uma audiência com o ministro da Saúde, Nelson Teich e que repassou a ideia a ele. Na ocasião, ele pediu ao ministro que continue a pagar pelos leitos habilitados.

“Só em Goiás repassamos para a Assembleia Legislativa um valor de R$ 351 milhões para estruturarmos seis hospitais, que estamos organizando para receber pacientes de todos os lados. Também pedimos a ele [Teich] que faça uma transferência de todos os equipamentos, ventiladores e monitores de acordo com a necessidade, mas sem deixar de olhar os estados que tomaram iniciativa primeiro”, ressaltou.

Coronavírus em Aparecida de Goiânia

Caiado também se mostrou preocupado com o alto número de casos novos registrados no município de Aparecida de Goiânia. De acordo com matéria publicada no Mais Goiás, a cidade teve um aumento de 160% no número de casos em uma semana.

“Vou entrar em contato com o prefeito. Nessas últimas horas esse crescimento, quase de 0 para 50, é algo que precisamos monitorar e ter maior controle. Se essa progressão for da maneira que segue nos últimos dias, torna-se impossível”, ressaltou

OVG e doação de cestas básicas

A live contou com a participação da primeira-dama, Gracinha Caiado, que fez aniversário nesta quinta. Ela aproveitou para comentar a doação de 100 mil cestas básicas, trabalho realizado pela Organização das Voluntárias de Goiás (OVG). Gracinha afirmou que as doações vão continuar nos próximos dias e que o estado possui cerca de 2 milhões de pessoas em situação de vulnerabilidade.

“Goiás tem hoje 7,2 milhões habitantes. Quando fizemos um levantamento das pessoas em da vulnerabilidade no estado, nós chegamos a um pouco mais de 2 milhões de pessoas. São 813 mil famílias. Se cada goiano, desses 5 milhões que tem estabilidade, doar uma cesta básica, ninguém vai ficar para trás”, concluiu.