Murillo Soares
Do Mais Goiás

Buscas por ‘Party in The USA’ aumentam 2.000% com eleições nos EUA

Pico de procura por música de Miley Cyrus aconteceu no sábado (7), quando a imprensa anunciou Joe Biden como novo presidente

Buscas por Party in The USA de Miley Cyrus aumentam 2.000% com eleições nos EUA
Buscas por Party in The USA aumentam 2.000% com eleições nos EUA

Uma canção das antigas da cantora Miley Cyrus foi desenterrada na última semana com as eleições nos EUA. As buscas pela faixa Party in The USA, originalmente lançada em 2009, tiveram um aumento de 2.000% em buscas no Google no fim de semana.

O pico aconteceu no sábado (7), quando a imprensa estadunidense anunciou Joe Biden como novo presidente dos Estados Unidos.

A canção teve um aumento de mais de 80% em número de streams em uma semana na Deezer. No Brasil, o “efeito Biden” foi ainda maior: o número de streams na plataforma subiu 120%.

Isso pode ser explicado pelos posts nas redes sociais mostrando pessoas ouvindo a canção e celebrando nas ruas de cidades americanas.

A própria cantora também compartilhou vídeos de pessoas entoando a canção em várias cidades. Em um dos vídeos, um grupo de pessoas canta o refrão em frente à Casa Branca, sede presidencial dos EUA.

Após a divulgação do resultado das eleições nos EUA na imprensa, Miley compartilhou um meme de Joe Biden ouvindo a canção. Assista abaixo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

NOW it’s a PARTY IN THE USA! 🇺🇸🎉 @joebiden @kamalaharris

Uma publicação compartilhada por Miley Cyrus (@mileycyrus) em

Yeah, yeah, yeah. It’s a party in the USA!

Lançada em 2009 como principal single do disco The Time Of Our LivesParty In The USA não é uma canção de cunho político. Longe disso. Fala sobre uma garota que sai do interior e chega à cidade grande com apenas um cardigã e um sonho. Ela tenta se enturmar, mas só ganha coragem quando ouve a música favorita.

A faixa, escrita pela também cantora Jessie J, foi um marco na carreira de Miley Cyrus e uma das primeiras canções da artista a estourar a bolha “teen” e se infiltrar no mainstream. O single chegou ao segundo lugar da Billboard Hot 100, principal parada musical dos EUA.

Mesmo que seja uma música pop “neutra”, Cyrus já utilizou dela para deixar explícito o que pensa sobre o governo Trump. No feriado de 4 de julho deste ano, quando comemora-se a Independência dos EUA no país, a cantora relembrou um momento de 2017 quando, antes de cantar Party in The USA, disse que não poderia haver uma “festa nos EUA sem igualdade, justiça, compaixão, bondade, oportunidade, assistência de saúde, educação e não-violência”.

Relembre o single: