Do Mais Goiás

Busca por idosa desaparecida em Niquelândia completa 10 dias nesta quarta

Idosa tem 72 anos e fazia caminhada na mata com a irmã e dois sobrinhos

Romilda de Fátima Santana, desaparecida no dia 3 de janeiro, em Niquelândia (Foto: Bombeiros)

A busca por Romilda de Fátima Santana, 72 anos, em Niquelândia completa dez dias na próxima quarta-feira. O Corpo de Bombeiros instalou um posto de comando na fazenda Rio do Peixe, local em que Romilda foi vista pela última vez. O desaparecimento aconteceu no último domingo (3), por volta das 10 horas.

Além dos bombeiros de Goiás, participam da operação policiais civis de Goiás e bombeiros do Distrito Federal. “Dona Romilda”, como é conhecida, mora em Goiânia e havia decidido passar alguns dias na fazenda do irmão. Depois de sair para um passeio pela mata com a irmã e dois sobrinhos, ela se separou do grupo porque decidiu voltar por outro caminho. Levava com ela um cachorro, que já foi encontrado. 

De acordo com informações dos bombeiros, Romilda vestia uma blusa com estampa que imita pele de onça, short e chapéu de palha. Não há pistas significativas sobre o seu paradeiro. O trabalho de busca conta com apoio de cães farejadores, drones e helicópteros. 

Fazenda em que Romilda de Fátima Santana desapareceu, em Niquelândia

Região verde em que Romilda de Fátima Santana desapareceu, em Niquelândia