Estadao Conteúdo

Burger King apresenta hambúrguer em decomposição em nova campanha publicitária

O restaurante de fast food diz que removeu conservantes artificiais do sanduíche Whopper em vários países europeus, além de alguns restaurantes dos Estados Unidos

Burger King apresenta hambúrguer em decomposição em nova campanha publicitária Whooper Hambúrguer
Burger King apresenta hambúrguer em decomposição em nova campanha publicitária Whooper Hambúrguer

O Burger King lançou globalmente uma nova campanha publicitária em que apresenta um hambúrguer Whopper coberto de mofo e em decomposição. A proposta é anunciar que, ainda este ano, a rede de fast food vai colocar no cardápio o lanche sem conservantes, sem aditivos e sem corantes artificiais.

Os anúncios impressos, veiculados na TV e nas redes sociais na quarta-feira, 19, chamam atenção.

Em um vídeo, é possível acompanhar o processo de degradação do hambúrguer, desde o dia da montagem até o 34º dia.

Whopper #SemConservantes

A beleza da comida de verdade é que ela fica feia. Por isso, esse ano, um #Whopper #SemConservantes #SemAditivos e #SemCorantesArtificiais será lançado! #BKAcessível #PraCegoVer: o vídeo é uma timelapse que traz um Whopper sendo montado, com o fundo todo preto. Depois de pronto, inicia-se o seu processo de decomposição, que dura trinta e quatro dias. Nesse momento, o sanduíche aparece por inteiro e em cortes específicos mais aproximado. Finaliza com a mensagem "a beleza dos ingredientes sem conservantes" seguido do logo do Burger King.

Posted by Burger King Brasil on Wednesday, February 19, 2020

A empresa já é conhecida por campanhas publicitárias irreverentes e que dialogam com temas contemporâneos. No ano passado, o Burger King fez um post na internet em que convocava atores que participaram de um comercial do Banco do Brasil, retirado do ar por ordem do presidente Jair Bolsonaro, para um “teste” para uma campanha da marca.

O restaurante, com sede em Miami, na Flórida, diz que removeu conservantes artificiais do Whopper em vários países europeus – incluindo França, Suécia e Espanha – e em cerca de 400 de seus 7 346 restaurantes nos Estados Unidos.

A empresa planeja remover os conservantes do lanche em todos os restaurantes este ano e disse que todos os itens alimentares – incluindo sanduíches, acompanhamentos e sobremesas – estarão livres de cores artificiais, sabores artificiais e conservantes artificiais nos Estados Unidos e em países europeus selecionados, incluindo Alemanha e Reino Unido.

Nessa mesma linha, o concorrente McDonald’s anunciou em 2018 que estava retirando cores, sabores e conservantes artificiais de sete de seus hambúrgueres.