Investigação

Briga por namorada motivou assassinato em Aparecida

Baleado no ano passado após discutir com Jorge Gabriel de Sousa, Gabriel Pereira comprou um revólver e o executou no último mês de agosto




Segundo apurou a polícia, a discussão por causa de uma namorada foi o que motivou o assassinato de Jorge Gabriel de Souza, de 19 anos, no último mês de agosto, no Setor Serra Dourada 2, em Aparecida de Goiânia. Preso temporariamente nesta semana, Gabriel Pereira de Souza, de 21 anos, confessou ser o autor do crime.

Em setembro do ano passado, segundo o delegado Rodrigo Pereira, adjunto do Grupo de Investigações de Homicídios de Aparecida de Goiânia, Gabriel descobriu que Jorge estaria fazendo gracejos com sua namorada, e então foi até a casa dele tirar satisfação. Durante a discussão, ainda conforme as investigações, Jorge desferiu cinco tiros contra Gabriel, que foi atingido três vezes, mas foi socorrido e levado para o Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia e sobreviveu.

“Desde então, o Gabriel ficou com a ideia de vingança na cabeça, comprou um revólver por R$ 2.500, e na noite do último dia 17 de agosto, ao passar de moto na porta da casa do Jorge e ver que ele estava sentado do lado de fora, foi até sua residência, buscou a arma e efetuou três disparos, todos certeiros”, relatou o delegado. Jorge Gabriel morreu no local.

Ao ser preso em sua casa no Jardim Ipiranga, Gabriel confessou o crime, e contou ter vendido a arma logo após o assassinato por R$ 2.300. “Primeiro ele perdeu 200 Reais, e agora a liberdade”, brincou o delegado.