Violência

Briga por mesa em praça de alimentação termina em tiroteio no Rio

PM autor dos disparos foi preso na manhã desta quinta-feira. Ele foi reconhecido por testemunhas




Uma discussão entres clientes na praça de alimentação do Park Shopping, em Campo Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro, terminou em tiroteio e em um homem baleado, na noite desta quarta-feira, 12. Segundo testemunhas, dois homens teriam iniciado a briga por causa de uma disputa de mesa e cadeiras quando um deles puxou uma arma. O sargento da Marinha Jonathan Macedo Rodrigues, de 37 anos, foi atingido por três disparos, no braço, na barriga e no peito. Ele foi levado para o Hospital Rocha Faria, no mesmo bairro. O atirador fugiu.

O tiroteio causou tumulto no shopping. Assustados, clientes que estavam na praça iniciaram uma correria. Alguns registraram, pelo celular, imagens do homem baleado e ensanguentado no chão do local. Por meio de nota, a administração do shopping disse que conduziu o homem ao hospital e que “está prestando assistência aos familiares”.

Na página do shopping no Facebook, clientes mostraram-se surpresos com a situação. “O que aconteceu no shopping hoje? Alguém pode me dizer. Tô passada, amo este shopping”, escreveu uma mulher.

Outro cliente, que estaria no local, escreveu: “E as pessoas que estavam passando mal? Os idosos precisando de socorro, e você não via ninguém para ajudar e ainda tivemos que ajudar uma gestante que estava em pânico”.

Preso PM que atirou em sargento em shopping do Rio após discussão por cadeira

O policial militar do 14º BPM (Bangu) Robson Rodrigues Alves se apresentou ao Quartel General da PM do Rio, na manhã desta quinta-feira, dizendo ser o autor de três disparos que atingiram um militar da Marinha.

Segundo o delegado-assistente da 35ª DP (Campo Grande), Fábio Souza, o agente terá a prisão pedida à Justiça. Ele está preso administrativamente e deve seguir para o Batalhão Especial Prisional (BEP) – onde ficam PMs – nos próximos dias.

“Ele foi reconhecido por testemunhas do crime,” disse o delegado.