Estadao Conteúdo

Briga por Cristo Redentor entre Igreja e Governo vira caso de polícia

Órgão federal teria, ilegalmente, impedido a passagem de religiosos rumo ao Cristo Redentor

Briga por Cristo Redentor entre Igreja e Governo vira caso de polícia
Briga por Cristo Redentor entre Igreja e Governo vira caso de polícia (Foto: Reprodução - Agência Brasil)

Uma disputa entre a Arquidiocese do Rio de Janeiro e o Ministério do Meio Ambiente foi parar na delegacia nesta semana. Na segunda-feira, 13, a Arquidiocese registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) do Rio.

Acusava o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) de intolerância religiosa. Segundo a queixa, o órgão federal teria, ilegalmente, impedido a passagem de religiosos rumo ao Santuário Cristo Redentor.

O Santuário é composto pela estátua do Cristo Redentor – principal símbolo do Rio– e o seu entorno. O conjunto inclui o mirante e a capela de Nossa Senhora Aparecida. Ali são celebradas missas, batizados, casamentos e vigílias.

Toda essa parte construída no topo do morro do Corcovado é mantida e administrada pela Arquidiocese do Rio de Janeiro. O padre Omar Raposo é o reitor do santuário – a autoridade máxima sobre aquela área católica.