Do Mais Goiás

Brasil vence por 3 a 1, passa às quartas e elimina a França

Seleção vai enfrentar a Argentina após resultado

A Seleção Brasileira se classificou às quartas de final dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro na noite desta segunda-feira. Precisando da vitória no Maracanãzinho para evitar a eliminação precoce no vôlei masculino, o time local, empurrado pela torcida, ganhou da França com parciais de 25/22, 22/25, 25/20 e 25/23. Na próxima fase, a equipe de Bernardinho enfrenta a Argentina.

A França começou melhor e logo abriu 3 a 0, com um ponto de ataque, um toque na rede de Lucarelli e um ace de Le Roux. As duas equipes se alternaram na pontuação, com os franceses mantendo a vantagem de três pontos até um erro de Rouzier pela saída de rede. O Brasil teve tranquilidade para reagir e empatar o jogo com Lucão atacando pelo meio, mas a França voltou a comandar o placar em bloqueio de Le Roux em Lucarelli.

O jogo seguiu equilibrado, sem que alguma equipe conseguisse desgarrar no placar. Em bloqueios de Lucarelli e de Maurício Souza e após dois toques de Ngapeth, o Brasil passou a frente, fazendo 19 a 16. Os franceses encostaram, mas os brasileiros voltaram a abrir três pontos de vantagem e fecharam o set em 25/22, depois de um erro de saque de Ngapeth.

O segundo set iniciou de forma parecida, com a França abrindo três pontos em um bloqueio de Tillie em Lipe, que depois se redimiu com um ace. Firme no ataque, os franceses conseguiram administrar a vantagem até o final da parcial. Com um ponto de saque do central Le Roux, a equipe europeia devolveu o 25/22 e empatou o confronto.

O equilíbrio se manteve no terceiro set, com as duas equipes se alternando na pontuação. Mais concentrado, o Brasil abriu quatro pontos de vantagem na reta final, principalmente nos bloqueios e nos ataques de Lucarelli. Com cinco sets points, o Brasil não desperdiçou e fechou o set em 25/20, voltando a comandar o placar.

No quarto e último set, o equilíbrio se manteve. Apoiada pela torcida no Maracanãzinho, a Seleção Brasileira soube como se comportar nos momentos decisivos e fechou a parcial por 25/23, garantindo a classificação às quartas de final do torneio olímpico.