#somostodosmaju

Bonner diz que Globo vai tomar medidas cabíveis após racismo

Âncora do JN se referiu a internautas que fizeram comentários racistas sobre Maria Júlia Coutinho no Facebook





//

O jornalista William Bonner se manifestou ao vivo no Jornal Nacional na noite desta sexta-feira (3) sobre os comentários racistas que Maria Júlia Coutinho sofreu nas redes sociais.

“A Maria Júlia recebeu hoje (ontem) uma demonstração de carinho do tamanho do Brasil. Hoje é o Dia Nacional de combate à discriminação racial e uns criminosos publicaram comentários racistas na página do ‘Jornal Nacional’ no Facebook. O que aconteceu depois foi espontâneo e avassalador. Milhares de pessoas mostraram indignação”.

O âncora falou que as justiças do Rio de Janeiro e de São Paulo instauraram inquéritos de crimes de racismo e investigarão o caso. “A Globo também está estudando as medidas judiciais cabíveis”, completou.

Renata Vasconcellos falou sobre as medidas que estão sendo tomadas pelo Ministério Público do Rio e de São Paulo: “Isso também acabou provocando a reação das autoridades. No Estado do Rio, por exemplo, o Ministério Público pediu à promotoria de investigação penal que acompanhe o caso com rigor. Em São Paulo, o promotor criminal Cristiano Jorge dos Santos, também irá apurar o inquérito para apurar os crimes de racismo e injúria qualificada.”

Ao lado da colega de bancada, Renata Vasconcellos, e da equipe do “Jornal Nacional”, William Bonner também gravou um vídeo promovendo a hashtag #SomosTodosMaju, que foi publicado no perfil oficial do jornal no Facebook. “Queriámos dar um recado pra vocês: Somos todos Maju”, disse.

Após demonstrar seu repúdio, Bonner pediu para a jornalista se pronunciar. “As pessoas acharam que eu estaria chorando pelos corredores. Eu já lido com essa questão do preconceito desde que eu me conheço por gente. Fico triste, fico indignada, mas não perco o ânimo”, afirmou ela que foi chamada de ‘preta imunda’, entre outros xingamentos.

Apesar das ofensas, Maju afirmou que apenas uma minoria teve essa atitude. “Fiquei muito feliz com milhares de mensagens que recebi. A militância que eu faço é com o meu trabalho. Os preconceituosos ladram, mas a caravana passa”, disse ela que que recebeu apoio em peso no Twitter.

No Twitter, o assunto foi um dos mais comentados no Brasil. Com a hashtag #SomosTodosMajuCoutinho, os internautas também mostraram seu apoio.