DECLARAÇÃO

Bolsonaro ‘proíbe’ Renda Brasil e diz que Bolsa Família continua; vídeo

"No meu governo está proibido falar a palavra 'Renda Brasil'. Vamos continuar com o Bolsa Família e ponto final", afirmou o presidente


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 15/09/2020 às 11:55:54

(Foto: Marcos Corrêa - PR / Folhapress)
(Foto: Marcos Corrêa - PR / Folhapress)

Na manhã desta terça-feira (15) o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) divulgou um vídeo negando as notícias de que o Ministério da Economia estaria estudando congelar aposentadorias e cortar benefícios sociais de idosos e deficientes para financiar o Renda Brasil. Além de negar o congelamento e o corte, Bolsonaro disse que proíbe a discussão sobre o programa social que deveria substituir o Bolsa Família, criado durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). “Até 2022, no meu governo, está proibido falar a palavra ‘Renda Brasil’. Vamos continuar com o Bolsa Família e ponto final”, afirmou.

Contudo, o secretário Especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, disse no último domingo (13) que o governo estuda desvincular benefícios previdenciários, como aposentadorias e pensões, do salário mínimo.

A medida abriria espaço no orçamento para financiar o Renda Brasil, pois na prática a desvinculação resultaria em um congelamento das aposentadorias. Segundo Waldery, ficariam sem reajuste por dois anos todas as aposentadorias, de qualquer valor.

Atualmente as aposentadorias e pensões são reajustadas de acordo com o salário mínimo. Já o salário mínimo é reajustado todo ano, pelo menos para repor perdas com a inflação, como determina a Constituição.

Renda Brasil X Bolsa Família

Nos últimos meses, o Renda Brasil vinha sendo defendido pela equipe econômica de Bolsonaro como o sucessor do Bolsa Família, benefício instituído em 2003 pelo ex-presidente Lula. A criação do Renda Brasil ajudaria a dar continuidade ao pagamento de benefícios sociais que têm sido fundamentais para a economia durante a pandemia, como o auxílio emergencial.

O plano de Bolsonaro era ampliar o Bolsa Família e transformar o Renda Brasil na marca social da sua gestão. Contudo, a equipe econômica tem tido dificuldade em encontrar recursos para financiar o programa.

Diante de impasse, Renda Brasil pode ficar de fora da proposta de Orçamento

*Com informações do UOL