DEPOIS DOS 1OO MIL MORTOS

Bolsonaro lamenta mortes no Brasil: “seja qual for a causa”

Declaração ocorreu depois que o Brasil atingiu os 100 mil mortos por covid-19. Presidente criticou isolamento social e voltou a defender uso da hidroxicloroquina


Samuel straioto
Do Mais Goiás | Em: 09/08/2020 às 18:29:41

Bolsonaro tem criticado ao longo da pandemia isolamento social e defendido uso da hidroxicloroquina. (Foto: AFP)
Bolsonaro tem criticado ao longo da pandemia isolamento social e defendido uso da hidroxicloroquina. (Foto: AFP)

O Brasil ultrapassou a triste marca de 100 mil óbitos por covid-19 e o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, por meio das redes sociais, neste domingo (9), que lamenta cada óbito “seja qual for a sua causa”. O total de casos de coronavírus no país chega a 3.018.286.

Ao fazer o comentário, o presidente da República fez referência ao caso de um sargento e dois soldados da Polícia Militar mortos durante uma troca de tiros na região do Butantã, na zona oeste de São Paulo, neste sábado (8).

“Lamentamos cada morte, seja qual for a sua causa, como a dos 3 bravos policiais militares executados em São Paulo”, afirmou Bolsonaro. O presidente alegou que “não faltaram recursos, equipamentos e medicamentos para estados e municípios. Não se tem notícias, ou seriam raras, de filas em hospitais por falta de leitos de UTIs ou respiradores”.

O presidente voltou a defender a hidroxicloroquina, mesmo não tendo comprovação científica de eficácia contra a covid-19. Bolsonaro ainda criticou medidas de combate ao novo coronavírus, como o lockdown, adotado por vários países e recomendado pelas autoridades da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Bolsonaro compartilhou um artigo publicado no portal do jornal britânico Daily Mail. “Conclui-se que o lockdown matou 2 pessoas para cada 3 de covid no Reino Unido. No Brasil, mesmo ainda sem dados oficiais, os números não seriam muito diferentes”, escreveu.

TV Globo

O presidente ainda criticou a Rede Globo pelo discurso do Jornal Nacional de sábado (8) em razão das 100 mil mortes pela covid-19 no Brasil. O presidente  disse que a emissora comemorou os números “como uma verdadeira final da Copa do Mundo, culpando o Presidente da República por todos os óbitos”.

Veja a publicação do presidente

– No Reino Unido, o Departamento de Saúde estima que 16 mil pessoas morreram das mais diversas formas, por não terem…

Posted by Jair Messias Bolsonaro on Sunday, August 9, 2020