Agência O Globo

Bolsonaro diz que parlamentares escolheram ‘bons candidatos’

Já Mourão negou constrangimento em apoio a Lira e disse que é preciso 'trabalhar com as peças' disponíveis

Governo tentar reverter imagem de ameaça sanitária global no exterior
Governo tentar reverter imagem de ameaça sanitária global no exterior (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Após a eleição de dois aliados para a presidência da Câmara e do Senado, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (2) que os parlamentares escolheram “bons candidatos”. Apesar de ter se empenhado na eleição do deputado Arthur Lira (PP-AL) e do senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), com a promessa de verbas e cargos, Bolsonaro disse que ficou apenas “na torcida”.

— Parlamentares, no meu entender, escolheram bons candidatos. Hoje continua. Eu apenas fiquei na torcida — disse Bolsonaro a apoiadores, na saída do Palácio da Alvorada.

Já o vice-presidente Hamilton Mourão elogiou a defesa, por parte de Lira e Pacheco, da votação de reformas econômicas e previu um “bom momento” para o país:

— Acho que a gente tem um momento bom ao longo desse ano, junto com a chegada da vacina, para a gente pouco a pouco ir voltando a um ritmo de vida mais normal — disse o vice-presidente, ao chegar no Palácio do Planalto.

Questionado sobre havia um constrangimento pela promessa de emendas e cargos em troca do apoio a Lira, e pelo fato do deputado ter sido aliado do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, Mourão afirmou que é preciso “saber trabalhar com as peças que estão aí”.

— Quando o presidente não fez ligação com o Congresso, ele não estava indo bem porque não tinha ligações com o Congresso. Agora, ele tem ligações. É aquele história, tem que saber trabalhar com as peças que estão aí no tabuleiro.