BASTIDOR

Todo o MDB está no grupo dos 22 e fonte diz que partido quer presidência da Câmara

Segundo entrevistado, porém, é grupo pode se desfazer até o dia da votação da mesa diretora. “Conheço o perfil dos 35 eleitos. Acho muito difícil ter uma solidez faltando tanto para a eleição”


Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 04/12/2020 às 19:04:18

Câmara Municipal de Goiânia (Foto: Reprodução)
Câmara Municipal de Goiânia (Foto: Reprodução)

Segundo informações de bastidores, todos os vereadores eleitos pelo MDB fazem parte do grupo de 22 parlamentares que articulam o próximo presidente da Casa de Leis de Goiânia. Inclusive, uma fonte revelou ao Mais Goiás que Henrique Alves (MDB) teria dito que a próxima presidência deve ser da sigla.

Recentemente, Henrique disse ao Mais Goiás que não seria candidato e que este não era o momento de formar chapa. O pleito ocorre em 1o de janeiro, logo após a posse. “Eu, pessoalmente, não estou pleiteando nenhum espaço na mesa”, garantiu, à época.

Ainda segundo apurado pelo portal, existe um segundo grupo que tenta angariar votos, especialmente, dos novatos. Este é formado por Lucas Kitão (PSL), Sabrina Garcêz (PSD), Anderson Sales “Bokão” (DEM) e Léia Klebia (PSC). “Não sei se o grupo de 22 mantém a solidez. Conheço o perfil dos 35 eleitos. Acho muito difícil ter uma solidez faltando tanto para a eleição”, observou.

Apesar disso, a fonte não acredita na possibilidade de um presidente eleito da oposição. “A não ser que o governador queira entrar no jogo, mas ainda não deu sinais. De fato, não convém uma manifestação dele enquanto o prefeito eleito [Maguito Vilela (MDB)] está acamado”, disse e complementou: “Mas Marconi sempre entrou. Quando o governador entra, muda tudo.”

Quatro nomes dos 22

Atualmente, quatro parlamentares teriam coloco o nome à disposição para liderar a mesa diretora. Seriam eles: Romário Policarpo (Patriota), Clécio Alves (MDB), Dr. Gian (MDB) e Kleybe Morais (MDB). Destes quatro, somente um teria chance, de acordo com uma pessoa que tem livre trânsito na Câmara de Goiânia.

Este entrevistado, porém, prefere não dizer qual seria. Questionado se seria o atual presidente, Romário, ele apenas sorri e não delonga o assunto.


Publicidade