PANDEMIA

Senado estuda retomar sessões presenciais em junho

Presidente da Casa, Davi Alcolumbre, disse que decisão final dependerá da evolução do coronavírus no país


Tainá Borela
Do Mais Goiás | Em: 28/04/2020 às 09:39:30

Proposta de socorro a estados prevê congelamento de salários até 2021 (Foto: Agência senado/ Jefferson Rudy)
Proposta de socorro a estados prevê congelamento de salários até 2021 (Foto: Agência senado/ Jefferson Rudy)

Com as sessões presenciais suspensas desde o final de março, o Senado estuda retomá-las em junho. Foi o que afirmou o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM) durante a sessão desta segunda-feira (27). Ele avaliou que a sessão remota tem cumprido seu papel, mas os trabalhos precisam voltar ao plenário da Casa. “Não depende só de mim. Tenho a intenção. Vai depender da crise de saúde pública e sanitária”, ponderou.

O sistema das sessões remotas do Senado foi inédito e serviu de modelo a outros países do mundo. Mesmo assim, a intenção do presidente é promover o retorno das reuniões presenciais das Comissões da Casa, que é a reivindicação dos senadores. A senadora Simone Tebet (MDB-RJ) respondeu ao presidente que se os trabalhadores da limpeza, da saúde estão dando sua contribuição, os senadores tem a obrigação de voltar a trabalhar presencialmente.

Alcolumbre disse que a avaliação sobre o retorno será feita a partir do dia 15 de maio, após análise da Casa e do governo federal sobre a evolução da epidemia no país.


Publicidade