SEGURANÇA

Secretário Interino de Segurança atuou em investigações contra Marconi

Alexandre Lourenço ficará no cargo por pelo menos 15 dias


Tainá Borela
Do Mais Goiás | Em: 08/06/2020 às 16:19:09

Secretário interino de Segurança Pública, Alexandre Lourenço (Foto: Divulgação)
Secretário interino de Segurança Pública, Alexandre Lourenço (Foto: Divulgação)

O secretário interino de Segurança Pública, Alexandre Lourenço, que substituirá Rodney Miranda durante os 15 dias de férias do titular, conversou com o Blog Poder em Jogo na tarde desta segunda-feira (8). Alexandre contou que foi indicado para a cargo de Superintendente de Combate a Corrupção e ao Crime Organizado da Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) por Rodney no início de sua gestão, em janeiro de 2019. Delegado da Polícia Civil (PC) há 16 anos, Alexandre já chefiou operações importantes em Goiás, algumas delas contra o grupo de Carlinhos Cachoeira em Goiânia.

Na Secretaria, Lourenço ganhou notoriedade na imprensa, no ano passado ao investigar, juntamente com o Ministério Público de Goiás, blogueiros por recebimento de verbas publicitárias do governo de Goiás, ainda na administração do governador Marconi Perillo, para escrever notícias de ataques a adversários políticos do ex-governador.

Antes de atuar na SSP, Lourenço estava atuando como delegado da PC na cidade de Boa Vista de Goias. Alexandre também já foi chefe do Grupo Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gerco) da Polícia Civil.

Investigação

Ao Mais Goiás, Alexandre explicou que as investigações sobre os áudios de ameaça do primo do governador Ronaldo Caiado, Jorge Caiado, ao secretário Rodney Miranda serão realizadas pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) juntamente com o Ministério Público de Goiás. O secretário interino acredita que as investigações devem apresentar resultados durante os 10 dias em que Rodney não estará na Secretaria.


Publicidade