Poder em Jogo
Tainá Borela
Do Mais Goiás

Roberto Naves afirma que Baldy é o seu candidato ao Senado em 2022

Aliado de Caiado, o prefeito de Anápolis prefere acreditar que a crise entre o governador e o presidente de seu partido é passageira

Prefeito de Anápolis, Roberto Naves (Foto: Reprodução)

O prefeito de Anápolis, Roberto Naves (PP), conversou com a coluna sobre a sua relação com o presidente de seu partido em Goiás, Alexandre Baldy, e garantiu que não existe nenhum distanciamento entre eles e que o seu candidato ao Senado em 2022 será o ex-deputado federal. “É o meu candidato ao senado em 2022”, sentenciou. Mas Roberto terá que enfrentar uma decisão caso continue com o apoio a Baldy. Aliado de primeira hora do governador Ronaldo Caiado (DEM), o prefeito terá que escolher entre continuar com o suporte do democrata ou caminhar com o pepista. Caiado e Baldy romperam politicamente em janeiro, mas Roberto crê que a crise entre os dois é passageira. Ele afirma também que mesmo que Baldy não seja o candidato de Caiado, poderá ser em outra chapa. “Ele pode ser candidato em qualquer chapa, mas acho que essa crise é passageira”, argumentou.

Apoio
Por falar em Senado, outro postulante a vaga é o ex-senador Wilder Morais (PSC), que tem articulado muito junto a Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, para ser o candidato na chapa de Caiado em 2022.

Objetivo
A ideia de Wilder é sair do seu atual partido, o PSC, e ir para uma legenda maior para ter mais chances de ser o candidato ao Senado Federal.

Tem limite
O governador Ronaldo Caiado assinou, juntamente com outros 14 governadores brasileiros, incluindo o governador de São Paulo, o tucano João Doria, uma carta a Jair Bolsonaro que critica a postura do presidente em relação aos repasses da União aos Estados para o enfrentamento ao coronavírus.

Climão
Caiado e Bolsonaro devem estar juntos na próxima quinta-feira (4), em São Simão de Goiás, para a inauguração de um trecho da ferrovia Norte-Sul.

Tensão
Na manhã desta segunda-feira, o Hospital de Campanha de Goiânia atingiu 100% de ocupação dos leitos de UTI.

Salve o SUS
O secretário de Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, contou que pacientes com Covid-19 já estão tendo que esperar mais de 24 horas para uma vaga na Saúde em Goiás, tanto nos hospitais públicos como nos particulares.