Poder em Jogo
Tainá Borela
Do Mais Goiás

Prefeitos de 146 cidades assinam abaixo-assinado para tirar Paulinho da presidência da AGM

Movimento liderado pelo prefeito do DEM, Wilson Tavares, argumenta que o atual presidente e toda a diretoria da instituição é composta por nomes sem mandato

AGM realiza assembleia para destituir atual mesa diretora nesta 5ª
Paulinho, atual prefeito da AGM (Foto: Reprodução)

O prefeito de Gameleira de Goiás, Wilson Tavares (DEM), protocolou, no início da tarde desta segunda-feira (8), um abaixo assinado com 146 assinaturas na sede da Agência Goiana de Municípios (AGM) pedindo para que seja feita uma nova eleição na instituição. Wilson lidera um movimento contra o mandato do atual presidente da AGM, o ex-prefeito de Hidrolândia, Paulo Sérgio de Rezende (PSDB), que foi reeleito em 2018 para o biênio 2019/2020 e, em janeiro do ano passado, teve seu mandato prorrogado até março de 2022. Tavares afirma que o que foi feito na AGM é uma aberração. “Paulinho fez uma manobra para prorrogar seu mandato com apenas 10 assinaturas, das quais oito são de ex-prefeitos.” O democrata contou à coluna que toda a diretoria da AGM é ocupada atualmente por ex-gestores. “É uma aberração uma instituição de prefeitos ser comandada por ex-prefeitos. Isso não existe. Coletamos a assinatura de 146 prefeitos e queremos uma nova eleição” argumentou.

Defesa

A coluna entrou em contato com o presidente da AGM, que afirmou apenas que prepara uma nota resposta sobre o abaixa-assinado recebido pela instituição.

Aproximação

O presidente do MDB de Goiás, Daniel Vilela, foi ao Palácio das Esmeraldas, no último sábado (6), para fazer uma visita a Caiado. Segundo informações palacianas, Daniel foi agradecer o apoio que o governador deu no dia da morte de seu pai, o prefeito eleito de Goiânia, Maguito Vilela (MDB).

Indignação

As afirmações de presidente do MDB de que não tem afinidade política com o PSDB para construir uma oposição em conjunto em Goiás não foram bem digeridas pela cúpula tucana . Aliados do ex-governador Marconi Perillo contaram que tanto Daniel, quanto o seu pai, conversavam constantemente com o ex-governador Marconi Perillo por telefone na época das eleições.

Independente

O deputado estadual Lucas Calil  disse que mesmo que exista dentro do seu partido, o PSD, a intenção de se aliar ao governo de Ronaldo Caiado, ele se manterá independente.

Convite

A coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo, informou que o ex-secretário de Segurança Pública de Goiás, o delegado federal Joaquim Mesquita, foi convidado pelo presidente do PP de Goiás e secretário de Transportes do governo de João Dória, Alexandre Baldy, para assumir a presidência do Metrô de São Paulo. Mesquita, que foi secretário no governo de Marconi, substituirá Silvani Pereira, que está no cargo desde janeiro de 2019, início da gestão Dória.

Não pegou bem

Durante a reunião do prefeito de Goiânia, Rogério Cruz  (Republicanos) com a bancada federal, na manhã desta segunda-feira, o deputado federal Zacharias Calil reclamou que em uma reunião com o equipe do governo do Estado, um secretário chamou os deputados de despachantes de Goiás com o governo federal e ele ficou magoado.

Marcou ponto

Os deputados federais reclamaram que na gestão passada, do ex-prefeito de Iris Rezende, muitas emendas foram perdidas por desinteresse do Paço Municipal. E elogiaram Rogério porque foi a primeira vez, nos últimos quatro anos, que foram chamados para conversar e participar da administração em Goiânia.