PROJETO DE LEI

Iris diz que vai resolver questão dos temporários suspensos

Declaração do prefeito foi feito aos vereadores durante Prestação de Contas na Câmara Municipal


Tainá Borela
Do Mais Goiás | Em: 01/06/2020 às 18:46:50

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Durante a prestação de contas da Prefeitura de Goiânia na manhã desta segunda-feira (1), na Câmara Municipal, o prefeito Iris Rezende (MDB) afirmou que deve enviar para Casa um projeto que criará um auxílio aos servidores temporários da Educação que tiveram seus contratos suspensos em abril.

Mais de três mil temporários tiveram seus contratos suspensos no dia 13 de abril, por meio de um decreto da Prefeitura de Goiânia que previa corte de gastos na administração, durante as ações de combate a pandemia do novo coronavírus. Desde então, os trabalhadores não recebem salários e , por não se encaixarem no perfil de quem pode receber o auxílio do governo federal, estão sem nenhum tipo de remuneração.

Aos vereadores presentes na prestação, Iris afirmou que pretende mandar o projeto para o Legislativo até quinta-feira (4). De acordo com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, existe a possibilidade do auxílio, porém ainda falta a formatação do projeto pelo Paço Municipal.

Decreto Legislativo

Vale lembrar que, no último mês, vereadores da oposição tentaram passar um decreto Legislativo para a reintegração dos 3,1 mil contratos temporários suspensos, mas a base do prefeito Iris conseguiu manter o decreto do Executivo em votação apertada. Assim, a suspensão continuou.

À época, a base do prefeito argumentou que o importante seria construir alternativas e aguardar o retorno dos funcionários após o período crítico de pandemia do coronavírus. Sabrina Garcêz (PSD), uma das propositoras do decreto legislativo lamentou a derrubada e a continuidade da suspensão.


Publicidade