Poder em Jogo
Tainá Borela
Do Mais Goiás

Exoneração de Adriano é vista como recado de Caiado para Alexandre Baldy

Após pressão pública do presidente do PP por apoio de Caiado para Arthur Lira, governador reagiu com demissão de irmão do Baldy do governo estadual

A exoneração de Adriano Baldy da Secretaria de Cultura de Goiás (Secult) foi lida no QG pepista como um recado do governador Ronaldo Caiado (DEM) ao presidente do PP goiano, Alexandre Baldy. Nos últimos dias, Baldy tem feito declarações públicas pedindo uma postura política de Caiado em relação ao apoio à candidatura do deputado federal Arthur Lira (PP-AL) à presidência da Câmara Federal. Lira é o candidato do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), com quem Baldy tem estreitado relações para tentar eleger o pepista no Congresso Federal. Ao que tudo indica, Caiado não gostou da pressão feita pelo pepista e a demissão do irmão de Baldy foi uma reação do governador.

Fatura
Bolsonaro teria ligado na manhã desta terça-feira (26) para o presidente nacional do PP, Ciro Nogueira, e para Baldy. Segundo fontes pepistas, o presidente cobrou manifestação clara e pública de apoio a Lira por partes de seus aliados. “Pois quem não está com ele, pode colocar ele em risco de impeachment”, afirmou um aliado de Baldy à coluna.

Companheiro
Durante seu discurso na solenidade de posse como o novo secretário de Indústria e Comércio (SIC), José Vitti afirmou que o responsável por ele estar voltando à vida pública como secretário na administração caiadista é o presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira (PSB).

Grupo
Vitti também preferiu vários elogios ao vice-governador Lincoln Tejota (Cidadania), de quem foi colega por dois mandatos na Assembleia Legislativa de Goiás.

Despedida
A posse de Vitti foi o último evento que Walter Carlos Lemes participou como presidente do Tribunal de Justiça. Carlos Alberto França assume o mandato para o biênio 2021/2023.

Soldado
O vereador Lucas Kitão, que é um dos cotados para ser o líder de governo do prefeito Rogério Cruz (Republicanos) na Câmara Municipal, diz estar pronto para assumir a missão caso seja o escolhido. Ele disputa a vaga com Sandes Jr. (PP), nome preferido pela maioria da Casa.

Governabilidade

Mas alguns vereadores acreditam que a escolha de um nome no grupo da oposição seria mais vantajoso para Rogério, uma chance para unir os dois grupos a favor de seu governo na Prefeitura de Goiânia.