Casa Nova

Dra. Cristina afirma que foi “desprezada” no PSDB

Pré-candidata à Prefeitura de Goiânia, vereadora prepara filiação ao PL para a segunda quinzena de março


Tainá Borela
Do Mais Goiás | Em: 31/01/2020 às 16:36:48

(Foto: Fernando Leite/Jornal Opção)
(Foto: Fernando Leite/Jornal Opção)

Pré-candidata à prefeitura de Goiânia, a vereadora Dra. Cristina está com os dias contados no PSDB. Em conversa com o Blog Poder em Jogo, a vereadora desabafou sobre a postura do partido em relação a sua candidatura. “Me desprezaram no PSDB. Quando Jânio (Darrot) assumiu a direção do partido, no dia de sua posse ele me perguntou o que eu achava do Talles (deputado estadual Talles Barreto) como o nome para ser o candidato a prefeito do partido. Eles não me consideraram”, contou.

Cristina disse que sua decisão foi prorrogada até onde deu. “Eles movimentaram para fortalecer o Talles e não teve conversa comigo”. A vereadora relatou que, após o seu anúncio de que deixaria a legenda, o ex-governador Marconi Perillo ligou para ela na tentativa de convencê-la a permanecer. “Marconi me falou para ter calma, que estavam estruturando uma boa chapa de vereadores. Mas ficou nisso. Lá dentro do PSDB eles tiveram um combinado. Não teve conversa.”

Chateada com a postura do diretório estadual, Cristina já anunciou sua saída ao diretório nacional e ao PSDB Mulher, onde sempre foi bastante atuante. A vereadora prepara seu ingresso ao PL, partido comandado pela deputada federal Magda Mofatto. O ato de filiação vai ocorrer na segunda quinzena de março.


Publicidade