COMPARTILHAMENTO

Caiado condiciona cessão de leitos de UTI a ressarcimento do governo federal pelo uso

Governador sinalizou que leitos vazios de hospitais goianos estão à disposição para tratar de pacientes de outros estados infectados com a covid-19


Tainá Borela
Do Mais Goiás | Em: 30/04/2020 às 21:12:37

Governador avaliou evolução da Covid-19 em Goiás. (Foto: Divulgação)
Governador avaliou evolução da Covid-19 em Goiás. (Foto: Divulgação)

O governador Ronaldo Caiado (DEM) disse ao ministro da Saúde, Nelson Teich, que os leitos vazios de hospitais goianos estão à disposição para tratar de pacientes de outros estados infectados com a covid-19, desde o valor do uso dos leitos seja ressarcido pelo SUS. A reunião, que ocorreu por videoconferência, foi a primeira do governador com o novo ministro.

“Defendi junto ao ministro que o brasileiro espera de seus governantes gestos de solidariedade. Disse que devemos esquecer os limites geográficos entre os estados e vamos pensar em 220 milhões de brasileiros”, afirmou o governador em vídeo divulgado na internet.

Caiado relatou conversa com o governador de Amazonas, Wilson Lima, anteontem, quando este disse que não tinha o que fazer. “Me impactou”, disse Caiado. A Assembleia Legislativa de Amazonas abriu, hoje, um processo de impeachment contra Lima em razão da calamidade em saúde pública que o Estado enfrenta.

“É uma covardia priorizar discussões políticas menores neste momento em que estamos enfrentando uma pandemia”, disse, em alfinetada aparentemente direcionada ao presidente Jair Bolsonaro. “Não tem argumento que possa ser mais importante do que salvar vidas. Por isso devemos ser solidários e ofertar leitos que sobram àqueles que precisam”, afirmou Caiado.


Publicidade