PARTIDO

Após 8 meses, Wilder deixa comando do PROS

O ex-senador até que tentou levar o trabalho de Lincoln com prefeitos e lideranças do Estado adiante, mas não obteve sucesso


Tainá Borela
Do Mais Goiás | Em: 02/03/2020 às 12:19:16

(Foto: reprodução)
(Foto: reprodução)

Durou apenas oito meses a gestão do ex-senador e secretário estadual de Indústria e Comércio, Wilder Morais, à frente do PROS estadual. A decisão de abandonar o comando da legenda foi tomada na manhã desta segunda-feira (2) em uma reunião de dirigentes e deputados do partido. O motivo seria divergências com a cúpula nacional da legenda, ainda sob o comando de Eurípedes Jr.

Wilder assumiu o comando em agosto do ano passado com o objetivo de fortalecer sua pré-candidatura à Prefeitura de Goiânia. Assumiu o lugar antes ocupado pelo vice-governador Lincoln Tejota, que deixou a presidência da sigla pelos mesmos motivos.

O ex-senador até que tentou levar o trabalho de Lincoln com prefeitos e lideranças do Estado adiante, mas não obteve sucesso. Faltou também respaldo para levar o projeto municipal adiante.

Em tempo, Eurípedes Jr. enfrenta processos judiciais e uma briga interna pelo comando da legenda em nível nacional.


Publicidade