Folga quem tem juízo, trabalha quem precisa

O Poder Judiciário que deveria dar o exemplo, se vale de decretos e regimentos internos para ficar por quase uma semana sem trabalhar.




Bom, ainda que o país esteja vivendo um caos, o Supremos Tribunal Federal (STF) parou para o feriado da Semana Santa. A Constituição prevê que o Estado seja laico, mas continuamos paralisando todas as repartições públicas por um feriado. Se ao menos o Judiciário não trabalhasse apenas na sexta feira da paixão, como o comércio, talvez fosse razoável. Porém o STF não tem nenhuma sessão para essa semana. E a partir de amanhã não há expediente!

Não só no STF, mas nos demais tribunais também. Não é uma questão de religião, mas de razoabilidade! Essa semana em que todos os milhões de processos no país ficam parados se soma a todos os outros feriados. Mais as duas férias por ano de cada magistrado. No final os processos ficam sem andamento por quase 90 dias por ano! Muitos católicos trabalham ate a sexta-feira, qual a justificativa do judiciário parar dois dias antes?! É um absurdo!

Tentam justificar a morosidade da justiça com vários argumentos complexos. Mas aparentemente se esquecem do mais simples, quanto menos tempo se trabalha em algo, mais tempo vai levar pra que o trabalho termine. O Poder Judiciário que deveria dar o exemplo, se vale de decretos e regimentos internos para ficar por quase uma semana sem trabalhar.

É uma vergonha pra um país que esta precisando desesperadamente que esse cenário atual se desenrole, tolerar um poder que custa caro sem trabalhar. E ai vem o argumento de que “é só um feriado…”, é bom lembrar que enquanto todos os demais trabalham, os funcionários públicos não estarão trabalhando. E quem paga por essa folga somos nós, em todos os sentidos.

Tópicos

Publicidade