Erro ou resultado adverso?

Diante do aumento do número de cirurgias plasticas o índice de ações nessa esfera também cresce. Porém é preciso ter clareza que nem todo resultado adverso, advém de um erro.


mgadmin
Do Mais Goiás | Em: 14/09/2016 às 15:34:38


Na ânsia pelo corpo ideal, muitas pessoas se submetem a procedimentos cirúrgicos sem ter a real noção sobre os riscos ou por querer de fato ignorá-los para que não “falte coragem” no momento da decisão pela Cirurgia Plástica.

Realmente erros acontecem sim, contudo as intercorrências e resultados adversos, não são reflexos de erros, são situações as quais qualquer paciente que se submete a um procedimento cirúrgico esta exposto.

Nesse limite tão delicado, o paciente acaba se descuidando ou optando pela ignorância e quando surge um resultado adverso, ele é atribuído ao Médico como erro.

Embolia, reação à anestesia, rejeição de próteses e várias outras situações são possíveis resultados adversos, em qualquer cirurgia, não só nos procedimentos estéticos.

A judicialização da saúde é um fenômeno que só cresce, todos os dias uma quantidade enorme de processos dessa natureza surgem e muitas vezes a falha esta na comunicação entre Médico e paciente.

Não é justo culpar o Médico e sua equipe por resultados adversos e intercorrências, que são consequências da condição humana. Também não é possível ignorar que infelizmente muitos profissionais cometem erros, por diversas razões que devem ser apuradas de maneira específica para cada caso.

Outra questão a ser ponderada é expectativa dos pacientes em obterem corpos exatamente iguais a de uma determinada pessoa. Cada individuo possui suas particularidades, sendo impossível garantir que o paciente ficará igual ao “molde”.

Assim o paciente que cria expectativas dessa natureza pode se frustrar e o médico que alimenta tal expectativa falha no dever de informação.

Em todas as possibilidades cabe ao paciente ser cauteloso e buscar o máximo de informações quando optar por um procedimento cirúrgico e cabe ao Médico ser claro ao informar o paciente e ter a capacitação técnica para o procedimento o qual esta sendo contratado.

Nessa relação, somos todos humanos em busca de uma versão melhor de cada um de nós.


Publicidade