Lava Jato

Temer vs Temer

O presidente está alimentando o movimento que pede o seu afastamento, por agir exatamente como todos os outros. Como se esperava.


mgadmin
Do Mais Goiás | Em: 03/12/2016 às 08:50:55


No momento, quem mais alimenta o movimento que pede o afastamento do presidente Michel Temer é o próprio. Claro, não que Temer esteja disposto a pedir o boné. Não que ele não pense em reeleição. Nada disso. Temer está cercado de problemas. De auxiliares que aguardam o momento de serem denunciados por corrupção. O próprio Temer deve aparecer, de forma mais forte, no petróleo. Aí, ninguém segura.

O ponto central continua sendo a voz rouca das ruas. Em 2013, no auge das grandes manifestações que tinham como estopim o reajuste de tarifas de transporte coletivo pelo país, a então presidente Dilma Rousseff recebeu as lideranças e se comprometeu a comandar cinco grandes ações de governo. só conseguiu colocar em prática o Mais Médicos, que virou mais um engodo eleitoral. Deu no que deu.

Michel Temer vem tomando decisões de olho em pesquisas de opinião. Só que existe muita distância entre intenção e gesto, como diria Chico Buarque. Principalmente, por falta de intenção real. Temer prometeu reduzir o número de ministérios. Timidamente, conseguiu. Prometeu cortar o número de comissionados. Não fez. Prometeu reanimar a economia. Vem fracassando. Condenou o déficit herdado de Dilma. Vem construindo um maior ainda.

O seu estopim foi a ação política tragicômica durante uma semana inteira. Começou com um de seus articuladores envolvido em uso da força para aprovar empreendimento ilegal em Salvador. Temer tentou segurar Geddel. Não conseguiu. Não conseguiu, porque não tinha jeito.

Fechou a semana reunindo os comandantes do Legislativo para anunciar que não haveria golpe, em relação ao caixa dois eleitoral. Teve contra o projeto anticorrupção, gerando reação da opinião pública, movida pela indignação que tomou conta dos investigadores da Lava Jato, que tem certeza de ser o alvo central da pressão. A Lava Jato pode não ser a melhor das Brastemps, mas é intocável para a opinião pública. É vista como um caminho sem volta, e uma possibilidade de reduzir a corrupção no país.

Temer sabe que não adiante fazer uma coisa de dia e desfazer de madrugada. É questão de intenção. O PMDB tem feito esforço imenso em se manter no poder. Mas pode pagar um preço muito mais alto do que o planejado. Se é que existe planejamento no país.

Temer alimenta o Fora Temer!


Publicidade