Política

Se não unir, base vai desunida

Marconi admite a possibilidade dee seguir com os três candidatos assumidos de sua base. E coloca mais dois na roda.


mgadmin
Do Mais Goiás | Em: 21/07/2016 às 20:22:47


A semana que vem será decisiva para a base do governador Marconi Perillo em Goiânia. o próprio Marconi admitiu isso, nesta quinta-feira. O governador emite sinais, que podem ou não ser assimilados pelos seus aliados.

Marconi falou sobre uma longa conversa que teve com o pré-candidato tucano Giuseppe Vecci. O deputado, segundo o governador, tem muitas ideias para Goiânia e, em nenhum momento, falou em desistir da candidatura. Defende que o momento e de conversar, para encontrar o entendimento. Se não houver acordo, para ele não será o fim do mundo. Cada partido vai para a eleição com o seu candidato, para tentar unir no segundo turno.

Tentando sair pela tangente, Marconi desenvolve uma tese, no mínimo, interessante. Diz que tanto Waldir Soares como Vanderlan Cardoso são da sua base. Vanderlan por estar no partido presidido por Lúcia Vânia, sua companheira de lado e de eleições nos últimos 30 anos. Waldir, por ter apoiado o governador, nos dois últimos pleitos. Aliás, de forma incisiva, no segundo turno.

No fundo, Marconi tenta mostrar que o adversário comum está no grupo comandado pelo PMDB. Parece pouco, depois da renuncia de Íris.

Sem muita alternativa, Marconi defende o diálogo, já admitindo que a sua base pode ir mais fragmentada do que nunca. Aí, certamente, rumo a mais uma derrota na capital.


Publicidade