NoPonto.
Do Mais Goiás

Moro começa no novo emprego em Brasília

Ex-juiz da Lava Jato e ex-ministro da Justiça dará aulas a cada 15 dias em uma universidade particular

AGU pede que ministro reveja decisão sobre gravação citada por Moro
A Advocacia-Geral da União (AGU) pediu no início da noite que o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), reveja sua decisão que determinou que a gravação de uma reunião, realizada no dia 22 de abril, entre o presidente Jair Bolsonaro, o vice-presidente, Hamilton Mourão, ministros e presidentes de bancos públicos seja enviada à Corte em 72 horas.

Sérgio Moro arrumou outra ocupação com vínculo em Brasília: na segunda-feira, deu sua aula magna no Ceub, uma universidade da capital. Ele dará aulas de 15 em 15 dias, todas virtuais, assim como a de estreia, pelo menos até o fim da pandemia.

Informação do jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo.