VIDA PÚBLICA

Marconi reativa vida pública em inauguração de hospital em Hidrolândia

Ex-governador afirma que tem se dedicado ao trabalho, mas afirma não ter esquecido de "grandes amigos", como o prefeito da cidade. Ele não aparecia em público há cerca de 2 anos


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 22/06/2020 às 09:57:25

Marconi estava afastado dos holofotes desde as eleições de 2018 (Foto: reprodução)
Marconi estava afastado dos holofotes desde as eleições de 2018 (Foto: reprodução)

Com a vida reservada desde que deixou o governo de Goiás antes das eleições de 2018, Marconi Perillo (PSDB) inicia movimentações para retomar as aparições públicas. Ele, que trabalha como consultor da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), em São Paulo, compareceu e discursou na inauguração do Hospital Municipal de Hidrolândia neste domingo (21); primeira vez em dois anos.

Segundo Perillo, a verba para construção do hospital é facilmente superada pelos recursos necessários para se fazer o custeio da unidade em funcionamento. Por isso, segundo o tucano, “poucos prefeitos se atrevem a construir hospitais”, razão pela qual o ex-goverdor resolveu romper o isolamento do público para cumprimentar o aliado político Paulo Sérgio, prefeito da cidade.

“Me afastei da vida pública, tenho cuidado do meu trabalho, não esqueci de amigos queridos como paulinho, vim especialmente pra dizer que Paulinho merece nosso aplauso, por trazer uma obra fundamental para o povo trabalhador e pobre”, elogiou.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Agir (@agirsaude) em

Covid

Ele também usou a palavra para se compadecer com os cerca de 50 mil mortos e mais de 1 milhão de infectados pelo coronavírus no Brasil. Segundo ele, o hospital será um apoio para momentos de crise sanitária como o atual. Perillo não deixou de se lembrar da morte, por covid-19, de um jovem que há quase duas décadas foi um dos primeiros pacientes do Centro de Reabilitação Dr. Henrique Santillo (Crer).

João Vitor Vieira da Silva, que tinha 21 anos, foi diagnosticado na infância com Distrofia Muscular Congênita, que lhe impunha problemas de mobilidade. Admitido como paciente 21 da unidade de saúde, permaneceu em tratamento no Crer durante 17, até ser infectado com coronavírus e morrer na última sexta-feira (19).

Na ocasião, o ex-governador usou as redes sociais para homenager o rapaz que conheceu garoto e mais tarde se tornou beneficiário do programa Bolsa Universitária, da OVG. “Enfrentou com valentia e muito esforço os percalços que a vida lhe impôs. Com muita fé em Deus e determinação, venceu vários desafios. Era, acima de tudo, uma pessoa forte e de muita resiliência. João Vitor deixa uma história de superação para todos nós”, disse Marconi no texto.

A nota de pesar sobre João Vitor foi a primeira publicação de Marconi em sua conta do Instagram desde 2019. A segunda ocorreu no sábado, quando também veiculou post sobre o Crer. É possível que o tucano tenha retomado as atualizações para se reaproximar da vida pública.


Publicidade