Aprendizado

06 lições de comunicação e liderança para aplicar pós-pandemia

Ao observar comportamentos de empresas, marcas e líderes podemos aprender com sua postura durante a crise


Maraisa Lima
Do Mais Goiás | Em: 08/07/2020 às 17:29:23

Imagem: Free Pik
Imagem: Free Pik

Para começar este blogpost, quero citar uma frase que li tempos atrás no Instagram do Abílio Diniz: Neste momento, tenho uma certeza e uma esperança. A certeza é a de que a crise vai passar. A esperança é: quem sabe não saímos melhores dela?

Pensando que tudo vai passar, trago 06 lições para as empresas aplicarem nas áreas de comunicação e liderança que são críticas para o período da pós-pandemia. Acompanhe!

01 – Transparência na comunicação

Uma marca que quer se destacar pós-crise, precisa primar por uma comunicação clara com seus stakeholders, e deve inspirar confiança e construir credibilidade. Como fazer isso? Optando sempre pela ética e pela verdade, por ações transparentes e positivas. Aprendi com a FranklinCovey, empresa multinacional na área de negócios, que confiança é união do caráter e da competência, fazer a coisa certa e produzir resultados que as pessoas possam ver.

02 – Liderança como fonte de visão e inspiração

A liderança é capaz de inspirar as pessoas nesse momento tão difícil como o da pandemia. Na crise, percebemos a importância do papel do líder, aquele que de fato está preparado e tem uma visão de onde a empresa está indo, e também sabe inspirar as pessoas naquela direção.

Segundo Sthephen Covey, “a liderança é comunicar tão claramente o valor e o potencial das pessoas, que elas mesmas possam vê-los em si”, ou seja, o líder, no momento de crise, direciona as pessoas para concretizarem aquilo que é necessário para a empresa.

03 – Posicionamento

No livro Marketing 3.0, Philip Kotler já dizia que existe uma lacuna que o poder público não consegue ocupar (ou não quer ocupar), em prol da sociedade, e quem vai preencher essa lacuna são as empresas.

Na atualidade, estamos vendo que existe uma cobrança para que as empresas sejam responsáveis do ponto de vista social. E muitas delas, desde o início, já tomaram seu lugar de protagonismo nessa história.

São bons exemplos: Natura, Boticário, Magazine Luiza, e grandes multinacionais, que estão indo muito além do ofertar um produto e um serviço visando ao lucro, e sim fazendo a diferença na vida das pessoas.

04 – Ser humano no centro

A comunicação neste momento precisa ter o ser humano com o centro. Estratégias de Comunicação e Marketing, ou até mesmo comerciais, precisam ter empatia com o consumidor, e gerar experiências positivas, inclusive por meio da responsabilidade social.

Além disso, as empresas precisam olhar para dentro e ajudar os colaboradores a amenizar os problemas, tanto financeiros (quando possível) quanto emocionais, pois nem sempre dinheiro resolve tudo. Mas a sensação de apoio e compreensão podem ser muito úteis.

05 – Valores e Propósito (real)

Será necessário revistar valores e propósito. É muito bonito ter na parede 10 valores, missão e visão.  Mas será que eles de fato condizem com a realidade atual?

Muitas empresas podem ter valores maravilhosos e, na prática, não implementar nada útil. Existem empresas que vejo no mercado fazendo cobranças massivas em relação aos seus consumidores, focando mais no lucro do que ajudar as pessoas.

No cenário atual e na pós-pandemia, a cultura empresarial deverá estar voltada para alternativas que possam apoiar e compreender os problemas do consumidor, por exemplo.

06 – Aprendizado contínuo

O aprendizado contínuo precisa ser muito estimulado. E será muito útil quando tudo isso passar. Hoje percebemos que a pandemia acelerou a digitalização, a transformação de empresas e pessoas.

Temos ouvido falar em “life long learning”, que é esse aprendizado continuo. É por meio dessa mentalidade de aprender sempre que poderemos superar as adversidades e crescer sempre, mesmo em meio à crise.

Tópicos

    Publicidade