Eleições 2020

Rogério Cruz: o vice de Maguito

Campanha de Vanderlan explora que candidato a vice oponente é pouco conhecido


Pablo Kossa
Do Mais Goiás | Em: 19/11/2020 às 10:48:09

Rogério Cruz (Foto: Alberto Maia/Câmara de Goiânia)
Rogério Cruz (Foto: Alberto Maia/Câmara de Goiânia)

O delicado estado de saúde de Maguito Vilela trouxe à campanha para prefeito de Goiânia em 2020 situações nunca antes vivenciadas. Estamos passando pelo segundo turno debatendo mais boletins médicos do que propostas para cidade. Algo completamente atípico.

Nesse cenário, Vanderlan Cardoso vem questionando a ausência de Rogério Cruz, vice na chapa encabeçada por Maguito Vilela, do debate público. A estratégia pessedista é explorar o baixo índice de conhecimento do vice para colocar uma pulga atrás da orelha do goianiense na hora do voto.

Antes de ir adiante, deixe-me abrir um parêntesis. Sou completamente favorável ao fim do cargo de vice. Nos dias de hoje, vice para prefeito, governador ou presidente é de uma inutilidade gritante. Não serve para nada. Ou melhor, até serve: para conspirar. E gastar dinheiro público. O cara fica o dia inteiro pensando no que faria se sentasse na cadeira principal. Custa caro e não tem função. Quer um exemplo da inutilidade? Atualmente, Goiânia não tem um vice-prefeito. Major Araújo, que foi eleito vice de Iris Rezende em 2016, preferiu permanecer como deputado estadual. Estamos finalizando um mandado inteiro sem um vice-prefeito em Goiânia. Fez falta? Nenhuma. Defendo uma mudança da legislação que preveja que, para o caso de ausência do eleito, por qualquer motivo, nos três primeiros anos de mandato, sejam chamadas novas eleições. Se acontecer no último ano, eleição indireta até o início do próximo mandato. Fecha parêntesis.

Voltando ao vice de Maguito, o caminho adotado por Vanderlan não é aleatório. De fato, Cruz não é um político conhecido do eleitorado. Ele tem pouco tempo de Goiânia. Pastor da Igreja Universal e filiado ao Republicanos, chegou na capital em 2010 e, dois anos depois, foi eleito para a Câmara Municipal. Está finalizando seu segundo mandato de vereador. Não dá para dizer que tem raízes profundas em Goiânia.

Sim, é justo que a cidade conheça melhor o que pensa para a cidade e quem é Rogério Cruz. Isso não tem nada a ver com prever o pior para Maguito. Não se trata disso. Mas sim de conhecer melhor quem ocupará um cargo relevante, embora eu pessoalmente considere inútil, para a cidade.


Publicidade