Kossa Aqui

Rogério Cruz começa sentindo a temperatura

Prefeito inicia o trabalho construindo pontes e vai se aclimatando ao cargo

Agora sim podemos falar que começou o trabalho de Rogério Cruz na Prefeitura de Goiânia. Passado o luto pela morte de Maguito Vilela, o eleito vice e agora prefeito de fato vai, aos poucos, entrando na administração. Até agora, age de forma inteligente.

Cruz tem consciência que é um prefeito ocasional. Se não fosse a tragédia do acaso, não estaria sentado na cadeira em que está. Ele não gozava da confiança do goianiense para o mais alto cargo da capital. Sequer era bem conhecido da população. Pouco tempo morando na cidade, trajetória curta na política.

Ainda hoje, se entrar no Eixo Anhanguera no Padre Pelágio e descer no Novo Mundo, é provável que faça a viagem inteira sem que nenhum passageiro o reconheça como prefeito.

E Cruz sabe disso. Assim, dá os passos certos para não gerar celeumas. Seguiu o que Ronaldo Caiado orientou na polêmica da restrição do horário de venda de bebidas alcóolicas. Manteve o secretariado que Maguito teria escolhido. Não só isso. Para agradar a base emedebista, criou um Conselho Político e trouxe Daniel Vilela para a composição.

Sabe quando você vai entrando devagarzinho na água gelada de uma cachoeira de Piri, para ir se acostumando com a temperatura? Passos curtos, de leve, sentindo o clima. Cruz age assim no Paço Municipal.

Depois que estiver confortável, vai tentar dar sua cara. Nada mais natural. E sua grande chance pode ser a criação de uma renda mínima municipal. Além de ser promessa de campanha de Maguito, pode ser sua grande marca na Prefeitura.

O auxílio emergencial durante a pandemia mostrou o quanto dinheiro direto na mão da base da pirâmide social faz mágica na popularidade de um político. Jair Bolsonaro que o diga.

Se Cruz conseguir êxito nessa importante política social, e não vejo razões para a Câmara de Vereadores complicar, e permanecer no ritmo low profile evitando estresses, tem grandes chances cumprir um mandato que corresponda às expectativas de Goiânia. E isso, naturalmente, lhe dará maior estatura política.

@pablokossa/Mais Goiás | Foto: Jucimar de Sousa/Mais Goiás