Kossa Aqui
Pablo Kossa
Do Mais Goiás

Fux disse poucas e boas ao lado de Bolsonaro

Presidente do STF fez discurso contra negacionismo e Bolsonaro engoliu seco

Ministro Luiz Fux e presidente Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR)

“A racionalidade vencerá o obscurantismo”. “Abusam da liberdade de expressão para propagar o ódio, desprezo às vítimas e negacionismo científico”. “É tempo de valorizar as vozes ponderadas”. Luiz Fux rasgou o verbo com gosto e elegância na abertura do ano Judiciário ontem (01/02/21). Tudo isso ao lado de Jair Bolsonaro – aquele que diz o que diz e faz o que faz. Com isso, a fala de Fux ganha peso simbólico infinitamente maior.

Não é segredo para ninguém que o presidente tem os comportamentos criticados por Fux. Bolsonaro é obscurantista (“Se tomar vacina e virar jacaré, problema seu”), não preza a ponderação (“gripezinha”), propaga o ódio (“eu sou favorável à tortura, tu sabe disso”), despreza as vítimas (“e daí?”, “não sou coveiro”, “tem que deixar de ser um país de maricas”) e é negacionista (“Da China nós não compraremos. Eu não acredito que ela transmita segurança suficiente pela sua origem”). Fux acertou a bola no ângulo quando criticou a maioria das posturas de Bolsonaro ao longo da pandemia.

Quando você vai na casa de alguém, naturalmente se submete às regras e costumes daquele lar. Bolsonaro foi convidado por Fux para a cerimônia que aconteceria de forma remota – afinal, são tempos de covid-19. O presidente disse que compareceria, mas presencialmente. Assim, Fux organizou o evento de forma mista, parte presencial e parte por aplicativos. Só para agradar Bolsonaro.

Na casa dos outros, Bolsonaro se comportou como uma visita. Colocou máscara, o que fez poucas vezes durante a pandemia. E, o principal, ouviu quietinho aquilo que precisava ouvir.

Não acho que as acertadas palavras de Fux vão mudar algo em Bolsonaro. Afinal, pau que nasce torto… Mas, mesmo que tudo tenha entrado em um ouvido e saído pelo outro, é preciso reconhecer a atitude de Fux.

Bolsonaro ouviu e engoliu aquilo que incontáveis brasileiros queriam ter dito a ele. Fux teve a chance e não desperdiçou.

@pablokossa/Mais Goiás | Foto: Marcos Corrêa/PR