Política

Caiado erra ao mudar nome de projetos criados por Marconi

Ideia revela personalismo exacerbado de governador


Pablo Kossa
Do Mais Goiás | Em: 26/11/2020 às 15:58:31

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Ronaldo Caiado planeja enviar à Assembleia Legislativa um projeto de lei que muda os nomes de iniciativas como o Bolsa Universitária e o Vapt Vupt. O primeiro passaria a se chamar de Universitários do Bem. Já o segundo, Expresso. Torço para que essa ideia seja abortada. Caso seja levada adiante, revelaria pequenez da parte do governador.

A vida seria muito mais simples se, para nos destacarmos, bastasse que apagássemos o que os outros fizeram antes. Seria fácil, mas seria mentiroso. Escamotear o passado dos adversários não faz com o que seu currículo cresça.

A informação sobre esse plano de Caiado foi publicada pelo jornalista Caio Henrique Salgado, que edita a coluna Giro do jornal O Popular.

Os publicitários modernosos chamam a construção de nova identidade para marcas de branding. O trabalho envolve mudança de logotipo, nome, conceitos. Eles têm seus porquês que fundamentam tal trabalho. Existe estudo que comprova a eficácia disso. Não questiono. O problema é que em relação ao Bolsa Universitária e ao Vapt Vupt estamos falando da coisa pública. Nessa seara, os princípios norteadores são outros.

Não é a primeira vez que Caiado opta por mudar o nome para não mudar nada. A Agetop virou para Goinfra. Na prática, sabe o que ficou diferente? Isso mesmo, absolutamente nada. Serviu só para gastar dinheiro com a comunicação visual da nova marca tirada da cartola.

Tanto o Bolsa Universitária quanto o Vapt Vupt são criações de Marconi Perillo. A maneira certa de Caiado suplantar essas marcas fortes do Tempo Novo é fazer mais. É fazer melhor. Dá trabalho? Nossa, dá demais. Mas é o jeito certo.

Rebatizar programas nada mais é que uma tentativa débil de apagar o passado. Não resolve nada. Tomara que Caiado não pegue esse caminho.


Publicidade