Energia Goiás

Produtores rurais de Jataí despejam litros de leite na rua, em protesto por falta de energia

Vídeos mostram o momento em que os produtores de leite despejam o produto na frente da Enel


Eduardo Pinheiro
Do Mais Goiás | Em: 11/01/2020 às 18:39:17

Produtores de leite protestam contra falta de energia em Jatai (Foto: Reprodução)
Produtores de leite protestam contra falta de energia em Jatai (Foto: Reprodução)

Um grupo de produtores rurais de Jataí, na região sudoeste do Estado, fez um protesto no início da tarde deste sábado (11) contra a falta de energia. Eles despejaram cerca de mil litros de leite na porta da Enel.

Vídeos mostram o momento em que os produtores de leite, revoltados com problemas má distribuição de energia na zona rural do município, despejam o produto no chão.

Em fevereiro do ano passado, um grupo de 500 produtores de leite de diversos municípios de Goiás protestou em frente à sede da Enel, no Jardim Goiás, em Goiânia. O objetivo era chamar a atenção da empresa diante da má qualidade do serviço de fornecimento de energia que vem sendo prestado. Durante o protesto, foram acendidas velas em frente à empresa e doados dois mil litros de leite à Vila São Cottolengo, Casa de Eurípedes e Paróquia São Francisco.

Resposta

Por meio de nota, a Enel informou que sistema elétrico na região de Jataí está operando normalmente.

A nota ainda diz que empresa aplicou cerca de R$ 10 milhões na ampliação da capacidade da subestação Jataí e na construção de cerca de 13 quilômetros de novas redes de distribuição no município, para aumentar a capacidade do sistema elétrico e a confiabilidade do fornecimento de energia.

Confira a nota completa:

Enel Distribuição Goiás esclarece que o sistema elétrico na região de Jataí está operando normalmente. A empresa está investindo fortemente na modernização da rede elétrica da região. Em 2019, a empresa aplicou cerca de R$ 10 milhões na ampliação da capacidade da subestação Jataí e na construção de cerca de 13 quilômetros de novas redes de distribuição no município, para aumentar a capacidade do sistema elétrico e a confiabilidade do fornecimento de energia. Desde o início do período de chuvas, a empresa também reforçou o número de equipes em campo para o atendimento das ocorrências.

A distribuidora acrescenta que está dobrando de 29 para 58 o número de postos de atendimento com estruturas regionais no Estado, incluindo a região de Jataí, para a redução do tempo de deslocamento das equipes no interior. Desde que assumiu a Celg-D, em fevereiro de 2017, após 10 anos de falta de investimentos da gestão estatal, a Enel tem investido cerca de 3,5 vezes mais do que os níveis históricos de antes da privatização, com melhorias significativas nos índices de qualidade.


Publicidade