Energia Goiás

Fornecimento de energia

Enel apresenta índices maiores que estabelecidos em metas da Aneel

Distribuidora atingiu, em 2019, os melhores indicadores de duração e frequência média de interrupções no fornecimento de energia da história da companhia


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 11/02/2020 às 15:57:40

(Foto: Eneel/Reprodução)
(Foto: Eneel/Reprodução)

Nesta terça-feira (11), a Enel Distribuição Goiás detalhou informações e dados sobre as metas estabelecidas pelo Plano Emergencial, acordado em fevereiro de 2019 com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A companhia italiana investiu nos últimos três anos R$ 2 bilhões em distribuição e fornecimento de energia no estado de Goiás. O previsto em investimentos em 2020 em aproximadamente R$ 1 bilhão. De acordo com a empresa, o enfoque dos investimentos serão em interrupções de energia e na qualidade da infraestrutura.

O número médio de interrupções em que o consumidor fica sem energia no ano (FEC) caiu 43% de dezembro de 2016 a dezembro de 2019. O indicador apresenta índices maiores do que a meta estabelecida no plano emergencial e no contrato de concessão para dezembro de 2019. Em relação à duração média das interrupções de energia (DEC), o índice melhorou 22% no mesmo período. “Os indicadores de duração (DEC) e frequência (FEC) já são os melhores da história da companhia, o que comprova que estamos no caminho certo. Esse resultado reflete os fortes investimentos que estamos realizando e o incremento das ações de manutenção e atendimento aos clientes no Estado”, afirma o presidente da empresa, José Luis Salas.

Quanto aos conjuntos elétricos (subdivisões da rede da distribuidora no Estado), a meta de redução da frequência (FEC) das interrupções estabelecida no Plano Emergencial foi atingida. Das 156 áreas, 105 apresentaram evolução, a empresa diminuiu a frequência das interrupções de energia em 67% das diferentes áreas atendidas. Com relação à duração das interrupções de energia, 94 dos conjuntos apresentaram melhora, o que demonstra uma evolução em 60%. Isso atinge aproximadamente 2 milhões de clientes, o equivalente a 67% do total dos atendidos pela Enel em Goiás.

Em relação às conexões rurais, previstas para serem aceleradas a partir do plano assinado em agosto com Aneel, o Ministério de Minas Energia, o Governo do Estado, a empresa, também tem alcançado resultados maiores do que a meta estipulada no plano. De agosto a dezembro de 2019 foram realizadas 709 novas conexões em áreas rurais.

“A Enel vai continuar trabalhando fortemente para contribuir com o desenvolvimento do Estado e oferecer cada vez mais um serviço de qualidade aos clientes goianos”, comenta Salas. Neste ano, a distribuidora entregará seis novas subestações e ampliará cerca de 120. A companhia construiu novas subestações nos municípios de Anápolis, Mineiros, Cocalzinho, Paraúna, Santa Helena e no Distrito de Buritizinho.

A empresa ainda informa que a quantidade de reclamações totais (QRT) apresentou redução de 45% no mês de dezembro de 2019, em comparação com o volume registrado em fevereiro de 2019, quando teve início o Plano Emergencial.

Atendimento ao cliente

Ao longo de 2019 a Enel desenvolveu uma série de ações para aperfeiçoar o atendimento ao cliente: aumentou em 15% a capacidade do Call Center; ampliou a capacidade de atendimento pelas redes sociais; passou a realizar ligações proativas para confirmar o restabelecimento da energia aos clientes; além de ter ampliado o horário de funcionamento das lojas e o número de unidades de atendimento móvel. Também foi criado um canal exclusivo para clientes rurais e o atendimento via WhatsApp.

 


Publicidade