Coluna da Tainá Borela
Do Mais Goiás

PSDB estuda penalizar deputado Chiquinho de Oliveira

Por descumprir orientações partidárias, o deputado pode ser legalmente expulso do partido

PSDB estuda penalizar deputado Chiquinho de Oliveira
PSDB estuda penalizar deputado Chiquinho de Oliveira (Foto: Divulgação)

Em meio a rumores de que vai se filiar ao DEM em breve, o deputado estadual Chiquinho de Oliveira (PSDB) pode ser penalizado pela executiva estadual de seu partido por estar descumprindo as orientações partidárias sobre como a bancada deve votar as matérias enviadas pelo governo à Assembleia Legislativa de Goiás. Nesta semana, durante a votação da adesão do Estado ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF), Chiquinho contrariou a decisão da legenda e votou favoravelmente ao projeto enviado à Casa pelo governador Ronaldo Caiado (DEM). De acordo com um dirigente do PSDB, do ponto de vista legal, ele pode sofrer sanções, desde uma advertência ou até a expulsão, se essa for a decisão da executiva estadual. O deputado era suplente e assumiu a vaga na Assembleia no início deste ano, com a eleição de Diego Sorgatto a prefeito de Luziânia. Caso seja expulso, Chiquinho pode perder o mandato caso a sigla consiga vitória jurídica em eventual representação alegando que os votos são do partido, e não do deputado.

Aguardando

Até agora, nenhum representante da cúpula do diretório tucano conversou com Chiquinho sobre sua possível saída do partido. E nem o deputado os procurou.

Comum acordo

Concorrente de Daniel Vilela na eleição do diretório do MDB, que ocorrerá no próximo dia 18, o deputado Paulo Cezar Martins já apresentou sua chapa. O presidente da Fieg, Sandro Mabel, está entre os membros que a compõem. Os dois defendem, assim como Gustavo Mendanha, candidatura própria do MDB ao governo.

Para acabar com rumores

Por falar em Daniel, ele e Gustavo Mendanha postaram uma foto em que aparecem juntos, só os dois, tomando um café na franquia da Casa Bauducco, no shopping Flamboyant. Na legenda, colocaram que estão juntos “sempre”.

Se ele for, eu vou

O deputado federal Major Vitor Hugo declarou ao Mais Goiás que, se o presidente Jair Bolsonaro se filiar ao Patriota, ele deverá seguir o mesmo caminho.

Conversando é que se entende

Apesar de dizer que avalia uma possível candidatura ao governo de Goiás, não há indícios de que Major Vitor Hugo vai deixar “o certo pelo duvidoso”. Mais provável é que a candidatura do Patriota ao governo continue sendo a de Jânio Darrot.