Coluna da Tainá Borela
Do Mais Goiás

Pepistas se sentem “abandonados” pela direção do partido em Goiás

Presidente do partido, Alexandre Baldy, é secretário do governo de João Doria, em São Paulo

Pepistas se sentem
Pepistas se sentem "abandonados" pela direção do partido em Goiás (Foto: Reprodução / Facebook)

Apesar de ter crescido nacionalmente assumindo cargos importantes na estrutura do governo federal e do Congresso, o PP de Goiás parece estar enfrentando dois desafios. O primeiro é a tentativa de reaproximação do presidente estadual do partido, Alexandre Baldy, com governador Ronaldo Caiado (DEM). O segundo é a insatisfação de mandatários do PP com a cúpula estadual. A coluna conversou com um pepista que desabafou sobre a relação de Baldy com seus correligionários. “Estamos abandonados. Baldy não fala com ninguém. Fica só em São Paulo e meses sem manter nenhum contato conosco. Aí quando vem a Goiás, faz jantares e encontros, mas não adianta nada. E só aparece em grandes movimentações.” A fonte contou ainda que o descontentamento com a ausência de Baldy no Estado é de vereadores, prefeitos e deputados do partido.

Silêncio

Na semana passada, antes da solenidade de entrega de comendas em Anápolis, com a presença do presidente nacional do PP,  Ciro Nogueira, do presidente da Câmara Federal, Arthur Lira, de Alexandre Baldy, e do governador Ronaldo Caiado, o prefeito Roberto Naves (PP) pediu a Caiado abertamente para que Baldy seja o candidato ao Senado na chapa governista.

Assinou a sentença

Apesar de tentar mostrar força política para Caiado, o sentimento da base caiadista é que Baldy tem poucas chances de compor a chapa governista.

Foco

O governador recebeu no Palácio das Esmeraldas, nesta terça-feira, o prefeito de Itapaci, Mário Macaco (PSDB). Caiado tem convidado prefeitos tucanos para fazer parte do DEM e três já deixaram o PSDB para ingressar no partido do governador.

Frequência

Em evento do governo de Goiás em Águas Lindas, na manhã desta quarta-feira, estavam presentes o senador Vanderlan Cardoso e os deputados federais José Nelto e Francisco Jr. Vanderlan disse, em seu discurso, que está virando “rotina” a presença do governador no Entorno. E completou: “uma região esquecida por muitos anos.”

Estranhos

Durante a posse do novo ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, na tarde desta quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro e o governador Ronaldo Caiado não se falaram.