Coluna da Tainá Borela
Do Mais Goiás

Kajuru afirma que se for integrante da CPI da Pandemia, ela não acaba em pizza

"O governo brincou com a pandemia todo esse tempo"

Cidadania condena postura de Kajuru com Bolsonaro e o convida a sair do partido
Cidadania condena postura de Kajuru com Bolsonaro e o convida a sair do partido (Foto: Senado)

Um dos responsáveis pelo pedido que fez o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, determinar que o Senado instale a CPI da Pandemia, o senador goiano Jorge Kajuru (Cidadania) conversou com a coluna e garantiu que, se ele for escolhido para integrar a comissão, ela não acabará em pizza e dará resultados. “O governo brincou com a pandemia todo esse tempo. Foi um enfrentamento pífio pelo governo federal, tanto que chegamos nesse ponto que estamos hoje e nos desesperamos em pensar no que pode vir”. Kajuru e o deputado federal Alessandro Vieira (Cidadania) apresentaram ao Supremo um mandato de segurança com um argumento de “direito da minoria”, que avalia de que a minoria no Congresso Nacional pode requerer CPIs desde que reúna um terço das assinaturas de uma das casas e atenda aos requisitos de fato pré-determinado, prazo e custo previsto. “Há um grupo no Congresso, do qual eu faço parte, que está empenhado em fazer a realidade do enfrentamento à Pandemia pelo governo federal mudar”, sentenciou.

Na onda

Atacado por bolsonaristas nas redes sociais, Kajuru afirmou que os seguidores do presidente o aplaudem ou o criticam quando lhes convém.

Lados opostos

O colega de bancada de Kajuru, Vanderlan Cardoso, que é da base de Bolsonaro, postou em suas redes sociais uma crítica à instalação da CPI. Disse que os esforços deveriam se concentrar em salvar vidas e conseguir vacinas

Ajudinha

Kajuru afirmou que os senadores goianos, Vanderlan e Luiz do Carmo, funcionam como empregados de Bolsonaro, e não como senadores. E emendou que os dois recebem emendas extras do Palácio do Planalto.

Máquina

O DEM do governador Ronaldo Caiado recebeu a filiação de mais três prefeitos nesta sexta feira. Prefeito Kleber Freitas, Santo Antônio de Goiás, deixou o PP para se filiar ao Democratas. Rogerim, prefeito de Damolândia, e o Zé Gueroba, de Brazabrantes, saíram do PSDB para caminharem ao lado do governador.

Vai que cola

Questionado pela coluna sobre os ataques de seu antigo aliado, o deputado estadual Paulo César Martins, à sua gestão no MDB, Daniel Vilela disse que com a nova postura o parlamentar tenta conseguir cargos com o prefeito Rogério Cruz.

Fazendo graça

“Paulo quer arrumar os 100 cargos que não teve na Prefeitura. Agora quer q o Rogério faça isso”  contou.

Facão

Nesta semana, quase todo o terceiro escalão indicado pelo MDB nas Secretarias de Direitos Humanos e na Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres foi exonerado por Rogério.

Motivação

O deputado estadual Henrique Arantes, que é o autor da PEC que quer extinguir o Tribunal de Contas do Município (TCM), avalia que o Projeto não terá problemas para ser aprovado na Assembleia. Ele explica que vários deputados recebem reclamações dos prefeitos de suas bases que alegam que o órgão funciona apenas como pressão nas Prefeituras.

Carteirinha

Tramita na Assembleia Legislativa, um projeto de autoria do deputado estadual Vinícius Cirqueira (PROS) que cria o Passaporte da Imunização para os goianos.

Pode andar

Segundo o deputado, o projeto visa garantir o direito da circulação da população vacinada para dar mais segurança a todos.

Como seria

A emissão e a gestão do Passaporte Digital de Imunização da Covid-19/PDI-19 seria de responsabilidade da SES e o documento disponibilizado por meio de aplicativo.