Coluna da Tainá Borela
Do Mais Goiás

Filiação de Bolsonaro pode inflar Patriota ao custo de desidratar o PSL

Candidatos a deputado federal e estadual devem se filiar ao partido com a ida do presidente

Filiação de Bolsonaro pode inflar Patriota ao custo de desidratar o PSL
Histórico de intervenções após facada contribui para surgimento de aderências, avalia especialista (Foto: Isac Nobrega/PR)

A possível filiação de Jair Bolsonaro ao Patriota vai causar um rebuliço no partido em Goiás. Embora afirme não ter resistência à filiação, o presidente estadual, Jorcelino Braga, reclama da condução do processo pelo diretório nacional. Caso ele saia, deve sair também o presidente da Câmara de Goiânia, Romário Policarpo, que deve se candidatar à Assembleia Legislativa no ano que vem. As portas ficariam abertas para que o deputado federal Major Vitor Hugo (PSL) assumisse a legenda, com o aval de Bolsonaro, e montasse chapa de sustentação ao presidente no Estado – e mesmo palanque. Se o movimento se concretizar, também terá consequências no PSL, partido pelo qual o presidente da República foi eleito, em 2018. Em tempo: quanto mais deputados federais, mais recurso um partido recebe. Quanto mais candidatos a deputado estadual, maiores são as chances de eleição também no Congresso. As dobradinhas são boas para ambos, visto que os candidatos federais costumam bancar custos de campanha para entrar na base dos candidatos estaduais.

De olho

Romário Policarpo já é assediado por outros partidos, a exemplo do Cidadania, comandado pelo vice-governador Lincoln Tejota.

Colhendo frutos

O ex-deputado federal Daniel Vilela vai, na quinta-feira, a Jandaia, para a inauguração de um lago construído com recursos de emenda parlamentar direcionada por ele durante o mandato na Câmara Federal.

Um homem só

Na sexta-feira o MDB realiza eleição para escolha do novo diretório estadual. O atual presidente, Daniel Vilela, é candidato único. A chapa adversária, encabeçada pelo deputado Paulo Cezar Martins, teve o registro indeferido pela executiva estadual do partido.

Apressado come cru

Um caso de carro que passou à frente dos bois foi o anúncio de Henrique Meirelles de que seria candidato ao Senado na chapa do governador Ronaldo Caiado. O governador disse que era cedo pra decidir e sinalizou que não há nada definido.

Devagarzinho

Depois disso, Meirelles recalibrou o passo e o discurso. Em seu instagram, a última postagem relacionada a Goiás foi há duas semanas, quando participou de evento virtual organizado pela Fecomércio.

Americanizado

Base eleitoral do vice-governador Lincoln Tejota (Cidadania) e do deputado Rubens Marques (PROS), Americano do Brasil será a cidade-piloto do Goiás Social,  projeto do governo, que dará atenção às famílias em vulnerabilidade social, comandado pela primeira-dama Gracinha Caiado, através do seu Gabinete de Políticas Sociais.

Corrida do bem

Na corrida do avanço da vacina contra a Covid-19, Aparecida e Anápolis tem estado à frente da capital. Aparecida começa a vacinar a partir dos 48 anos nesta quarta-feira. Há cidades com poucos habitantes que já estão vacinando adultos na faixa de 20 a 30 anos.