Coluna da Tainá Borela
Do Mais Goiás

Caiadistas em dose dupla no controle da AGM

A pedido do governador Ronaldo Caiado, prefeito de Gameleira Wilson Tavares abre mão da candidatura para compor a chapa de prefeito Carlão da Fox

Caiadistas em dose dupla no controle da AGM

Após articular para colocar um fim no comando do PSDB na Associação Goiana dos Municípios (AGM), o governador Ronaldo Caiado (DEM) também trabalhou para juntar os dois candidatos que disputavam o controle da instituição. O prefeito de Goianira, Carlão da Fox. e o prefeito de Gameleira, Wilson Tavares, (ambos do partido do governador) resolveram se juntar e formar uma chapa de coalizão para a presidência da associação. Wilson coordenou o processo democrático de convocação das eleições e foi o primeiro a anunciar candidatura, mas, em nome da união do partido, optou em fazer a composição. Ele será vice na chapa de Carlão, que sinalizou deixar o cargo em abril de 2022 para investir no projeto de se candidatar a deputado federal. A sintonia entre ambos é tamanha que a nova diretoria será desenhada em parceria entre presidente e vice. Na tarde desta segunda-feira (21), eles se encontraram durante um evento do governo, com a presença de Caiado, e fizeram até fotos juntos para mostrar que estão afinados na composição da chapa que deve administrar a AGM a partir de julho.

Dois passos à frente

O gesto de Tavares foi bem recebido na base do governo, que o considerou fundamental para a união do caiadismo dentro da AGM. Caiado agora terá condições de apoiar o grupo unido na eleição que acontecerá no próximo dia 29.

Sinuca de bico

A executiva estadual do MDB se reuniu no final da tarde desta segunda-feira para tratar de uma saída menos prejudicial ao partido em relação à suspensão das eleições do diretório pela Justiça na última sexta-feira.

Desgaste

O mandato atual, de Daniel Vilela, vai até fevereiro do ano que vem. A executiva vai deliberar se espera até o final do mandato ou se convoca uma nova eleição.

Dissidente

Daniel conversou com o deputado Paulo Cezar Martins, autor da ação que resultou na suspensão da eleição, por duas vezes na semana passada. Ele entrou em um acordo com o atual presidente e até chegou a retirar a candidatura, mas depois voltou atrás, mesmo após ter todas as suas exigências atendidas.

Susto

Na madrugada desta segunda-feira, assaltantes entraram na fazenda de Maguito Vilela, em Jataí. Daniel, que estava na sede da propriedade, contou que uma porta foi arrombada e alguns pertences foram levados.