Coluna da Tainá Borela
Do Mais Goiás

Adriana Accorsi afirma que PT quer ampla coligação com partidos “progressistas” em Goiás

A deputada defende o trabalho em torno de um nome que tenha uma candidatura viável no Estado

Adriana Accorsi disputa pela segunda vez cargo de prefeita da capital (Foto: Portal Alego)
Adriana Accorsi disputa pela segunda vez cargo de prefeita da capital (Foto: Portal Alego)

Uma das maiores representantes do PT em Goiás, a deputada estadual Adriana Accorsi conversou com a coluna sobre a possibilidade de aliança com partidos de ideologias de centro em Goiás, como o PSDB. A deputada contou que não houve nenhum diálogo ainda, mas não descarta a conversa com tucanos e demais partidos “progressistas” nos próximos meses. “A orientação da cúpula do partido nacional é fazer ampla coligação de partidos progressistas nos Estados em um palanque de apoio ao ex-presidente Lula, que é pré-candidato à presidência da República”, afirmou. A petista defende o trabalho em torno de uma candidatura que seja viável em Goiás.

Noivo

Questionada sobre quem poderia encabeçar uma coligação de partidos de esquerda e de centro em Goiás, Adriana afirmou que as definições de coligação e nomes ainda será no próximo ano, mas vê o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (MDB), como um nome que tem uma candidatura “viável”.

Casamento

O PT, lembrou Adriana, faz parte da base de Gustavo em Aparecida e o apoiou nas eleições do ano passado.

Opostos

A última vez que a cúpula do PSDB goiano se pronunciou sobre uma aliança com o PT, o presidente do partido José Eliton, afirmou que as duas legendas são como “água e óleo” e não se misturam.

Surf

O deputado estadual Lucas Calil questionou, em suas redes sociais, a presença de políticos goianos na manifestação pelo voto impresso que ocorreu neste domingo, na Praça Tamandaré, em Goiânia. “De todos os políticos que vi na manifestação de hoje, eleitos e não eleitos, nenhum contestou o resultado das urnas pós eleição. Nenhum pediu auditoria na contagem nem abriu processo. Será que estão preocupados com as urnas ou só querem surfar na onda bolsonarista?”.