Comportamento

Você tem medo de quê?

Entendo que vivemos em uma era de desapego e às vezes nem mesmo nós mulheres queremos nos apegar e nos amarrarmos a alguém. Mas, desonestidade afetiva é a pior traição que podemos cometer com alguém.


Cacau Mila
Do Mais Goiás | Em: 06/02/2017 às 20:02:59

(Foto: Alexandre Cavarzan)
(Foto: Alexandre Cavarzan)

Não entendo qual o problema que a maioria dos homens tem com compromisso. Vejo mulheres incríveis, lindas, bem resolvidas, engraçadas, que sonham e trabalham duro para tornarem seus sonhos em objetivos e alcançá-los.

Mulheres maravilhosas que ainda assim semana após semana, são protagonistas do mesmo roteiro: Elas conhecem um cara e é tudo maravilhoso.

O beijo, o carinho, ele é parceiro, eles se grudam e quando as coisas começam tomar ar de seriedade, os rapazes, frouxos, pulam do barco. E quando digo frouxo, não me refiro a masculinidade, porque isso não tem nada a ver com a história. Me refiro à coragem de enfrentar o próprio caminho, de dar a cara a tapa, de aceitar que essa vida é um precipício e sentir o vento na cara.

Entendo que vivemos em uma era de desapego e às vezes nem mesmo nós mulheres queremos nos apegar e nos amarrarmos a alguém. Mas, desonestidade afetiva é a pior traição que podemos cometer com alguém. Convidar um coração pra andar por uma estrada que – você sabe – daqui poucos dias, você não vai mais querer trilhar, é covardia e pequenez.

O papo “Eu não quero machucar você, mas não quero também te perder” além de mostrar a crueldade de quem o diz para com quem ouve, mostra também a mesquinhez de quem não quer ficar mas também não quer deixar o outro partir pra ser feliz. É um jogo bobo, de quem ainda está preso nas teias da Síndrome de Peter Pan.

Valorizar a oportunidades que a vida oferece, aprender o que é preciso com as pessoas que nós mesmos atraímos para a nossa vida, não é favor para os outros, é pra nós, é pra você, homem com medo de compromisso.

Goiânia tem um número de habitantes mulheres maior do que de homens. Mas, o mundo ainda assim, ainda tem mais de 7 bilhões de pessoas. 7 bilhões de pessoas que poderiam estar no seu lugar. Segunda chance é dúvida. Certeza é agora. Não deixe que o medo seja maior que a vida que bate a porta e te convida para saltar.

Tópicos

Publicidade