Benefícios

Benefícios do Cheque Reforma do Governo Marconi são ampliados para todo o País

Inspirado no Cheque Mais Moradia, Cartão Reforma vai estimular reforma de casas, geração de empregos e recuperação da economia




O Programa Cheque Mais Moradia modalidade Reforma, do Governo de Goiás, serviu de inspiração para o lançamento, nesta quarta-feira (09), do Cartão Reforma pelo governo federal.  Com o objetivo de auxiliar famílias de baixa renda e alavancar os empregos na construção civil, o programa vai oferecer R$ 5 mil, em média, a pessoas que pretendem promover melhorias em habitações precárias. O benefício deve começar a ser concedido em 2017 a famílias com renda bruta de até R$ 1,8 mil mensais para a compra de materiais de construção.

Durante o lançamento, ocorrido no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer defendeu a geração de empregos e disse que o cartão tem o objetivo de fazer com que a pessoa tenha condições mais dignas, além de promover a transferência de renda. No Brasil, são 140 mil lojas de materiais de construção e 12 milhões de trabalhadores da indústria da construção que poderão contar com esse estímulo. “Depois que as pessoas vão às lojas de material de construção, elas precisam contratar empregados. Não há forma melhor de gerar emprego que estimular a iniciativa privada”, disse o presidente.

O governador Marconi Perillo falou aos presentes sobre a criação do Cheque Mais Moradia, ainda em seu primeiro mandato. “O programa demonstra comprometimento com políticas públicas que têm consequências na vida das pessoas. O mecanismo do Cheque reforma é inteligente, e agora é aprimorado com o Cartão Reforma, que é muito mais inteligente ainda”, afirmou. Segundo ele, o programa gira a economia e permite à família escolher o tipo de reforma que vai fazer.

Marconi Perillo revelou que, desde o seu primeiro mandato, são cerca de 200 mil famílias atendidas. O programa foi criado no ano 2000 e entrou efetivamente em funcionamento em 2003, com a edição da Lei do Cheque Moradia. Hoje transformado em Cheque Mais Moradia, atende nas modalidades construção, reforma/melhoria, comunitário e casas de placas. Na modalidade Reforma, ele tem o valor de até R$ 3 mil e já melhorou as condições de habitação de cerca de 89 mil famílias nos 246 municípios do Estado, com investimento superior a R$ 185,8 milhões.

De acordo com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, o Cartão Reforma vai cuidar de brasileiros que conseguiram construir suas habitações com muito sacrifício e que ainda moram em condições precárias. Segundo levantamentos do Ministério, no Brasil existem 7 milhões de moradias precárias, sendo 3,5 milhões de famílias com renda de até R$ 1,8 mil. Para o orçamento de 2017 estão reservados ao programa R$ 500 milhões.

O presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Luiz Stival, responsável pela execução do Cheque Mais Moradia, além de diretores, gerentes e assessores da Agehab, acompanharam o lançamento. Na quinta-feira (10/11), a comitiva da Agehab também participa de reunião técnica sobre o Cartão Reforma, das 9h às 12h, no Ministério das Cidades.

O presidente da Agehab, que também é vice-presidente da Associação Brasileiras de Cohabs (ABC), destaca que é um orgulho trabalhar pela consolidação do maior programa de moradia de interesse social da história de Goiás, que leva moradia de qualidade para milhares de goianos, e agora alcançará milhões de famílias no País. “O Cheque Mais Moradia é um instrumento forte, ágil e desburocratizado de promoção da habitação de interesse social”, salientou.