Fabricio Moretti
Do Mais Goiás

BBB: Relembre as eliminações com maiores taxas de rejeição

Patrícia Leitte, Ana Paula, Nego Di, Aline dos Santos... confira a lista dos brothers mais rejeitados do Big Brother Brasil

BBB: Relembre as eliminações com maiores taxas de rejeição
(Foto: Reprodução)

No Big Brother Brasil, uma ex-sister carioca ficou 16 anos com o posto de participante com a maior rejeição em um paredão do programa. Contudo, uma “cantora curitibana” conseguiu quebrar esse recorde ao ser a quarta eliminada do BBB 21. Vamos relembrar as maiores taxas de rejeição do reality.

12 – KERLINE (BBB 21) – 83,5%

A primeira eliminada da edição atual do reality, foi eliminada após a disputa com o sertanejo Rodolffo, que recebeu 7,88% e Sarah, com 8,62% dos votos.

11 – VICTOR HUGO (BBB 20) – 85,22%

O psicólogo da edição anterior foi acusado pelos colegas de confinamento de ficar “em cima do muro”. Victor ganhou o apelido de “palestrinha”, por falar demais e expor muito seu ponto de vista. Sem esquecer, do sonho que o brother tinha em formar um triângulo amoroso com Guilherme e Gabi Martins.

10- LUAN (BBB 15) – 87%

O ex-brother disputou o paredão com Cézar e se tornou o mais rejeitado do BBB 15. Dentro do casa, protagonizou uma cena constrangedora em que afirmou não ter comido um doce do VIP, sendo que o próprio Bial precisou desmenti-lo ao vivo.

9 – LAISA (BBB 12) – 88%

A participante disputou o paredão com João Carvalho e foi eliminada no 6º paredão. Além dela, Natália, do BBB 5 e Breno do BBB 18, também foram eliminados com 88% de rejeição.

8 – ANA PAULA (BBB 18) – 89,85%

Antes de entrar na casa, a “bruxinha” afirmou que “falava o que pensa e fazia o que queria”. Os brothers da edição, inclusive, se incomodaram pelo fato dela falar muito, ter a voz esganiçada e até comentavam que Ana deveria ter um botão on-off.

7 – AIRTON (BBB 7) – 91%

Airton foi eliminado no primeiro paredão do programa em 2007. Contudo, com 68% de preferência do público, ele voltou para a casa posteriormente, mas acabou sendo eliminado após disputar a preferência do público com Diego Alemão, que foi o vencedor.

6 – NAYARA (BBB 18) – 92,69%

A sister foi acusada pelos brothers de ser “fofoqueira” e saiu após um paredão triplo com Mahmoud, que obteve 4,03% dos votos, e a vencedora daquele ano Gleici, com 3,28%.

5 – FELIPE COBRA (BBB 7) – 93%

Eliminado na quarta semana, Felipe foi considerado o vilão da edição, se unindo a Alberto Cowboy para tentarem derrubar o favorito Diego Alemão. Mas os planos foram por água abaixo e ele saiu enxotado do reality.

4 – PATRÍCIA LEITTE (BBB 18) – 94,26%

A cantora, que passou a edição perseguindo Gleici, enfrentou um paredão triplo com o amigo Diego, que teve apenas 3,3%, e Caruso, com 2,44%. Vale ressaltar que nenhum dos três era favorito pelo público: Diego foi eliminado na semana seguinte e Caruso na posterior.

3 – ALINE DOS SANTOS (BBB 5) – 95%

Aline entrou no programa no meio do jogo, substituindo a participante Marielza que sofreu um AVC. Com uma taxa de rejeição de 95%, a jovem que, na época, tinha 19 anos, enfrentou o paredão com Grazi Massafera, que era uma das favoritas do público, ao lado do vencedor daquele ano, Jean Willys.

2 – NEGO DI (BBB 21) – 98,76%

Nego Di se juntou a Projota, Lumena e Karol Conká e, juntos, formaram o grupo mais odiado pelo público do BBB 21. Quando o humorista foi para o paredão sua saída já era aguardada por todos e ele acabou sendo eliminado com uma das maiores rejeições do programa.

1 – KAROL CONKÁ (BBB 21) – 99,17%

Por essa alta rejeição todo mundo esperava, mas quase 100%? Também. A cantora curitibana causou muito na casa mais vigiada do Brasil, provocou briga com praticamente toda a casa e a pressão causada por ela foi um dos motivos da desistência de Lucas Penteado. Não deu outra: Karol Conká foi mais que tombada, foi chutada do reality com 99,17% dos votos.

Relembre as tretas e polêmicas de Karol Conká no BBB 21