BBB 21: Camilla, Gil ou Pocah? Enquetes apontam quem deve ser eliminado

Na enquete realizada no Twitter do Mais Goiás, Pocah está com 69,6% dos votos para deixar o reality

BBB 21: Camilla, Gil ou Pocah? Enquetes apontam quem deve ser eliminado
(Foto: Divulgação)

Na noite desta quinta-feira (29) mais um brother será eliminado do BBB 21. Camilla de Lucas, Gil e Pocah se enfrentam neste paredão, o penúltimo da temporada. Como já é de costume, vários sites fazem suas enquetes para que o público já tenha uma noção de qual brother deve deixar a casa.

Após se salvar no último paredão, que teve como eliminado o amigo crossfiteiro Arthur, a funkeira Pocah deve deixar a casa mais vigiada do Brasil desta vez. Na enquete do UOL, por exemplo, até a manhã desta quinta a morena estava com 64,49% dos votos para deixar o BBB. A influencer Camilla logo depois, com 27,92% dos votos e Gil apenas 7,58%.

No site ‘O Tempo’, o resultado não está diferente. Pocah larga com folga à frente dos demais, com 68% dos votos até a manhã desta quinta. Camilla de Lucas tem 25% e o economista Gilberto 7%.

Na enquete realizada no Twitter do Mais Goiás, Pocah está com 69,6% dos votos para deixar o BBB 21. Camilla tem 24,3% dos votos e Gilberto apenas 6,1%. Vote abaixo:

A votação oficial é no Gshow!

Viih Tube fala sobre ser vilã no BBB 21: ‘Sobrou para mim’

A atriz e youtuber Viih Tube, 20, foi eliminada do BBB 21 em seu primeiro Paredão com 96,69% dos votos. Emplacando a terceira maior rejeição do programa, a influenciadora agora brinca com o posto de vilã da edição e afirma “tem que sobrar uma vilã na história, e sobrou para mim.”

“Entendo o pensamento do público, sabia de tudo que eu estava fazendo lá dentro, já esperava um número alto”, continua em entrevista ao jornal O Globo. “Acho que a galera aqui fora não esperava o meu jogo, mas foi uma escolha minha. Joguei demais, passei do ponto, sim”, continuou. Leia na íntegra!

Cardi B comenta coreografia de Pocah no BBB 21; ASSISTA

Zé Felipe detona Felipe Neto que criticou omissão de sertanejos contra Bolsonaro; LEIA