Do Mais Goiás

BBB 21: Adm de Juliette foi condenado por criar site com fake news

Huayna Tejo foi condenado pela criação de um blog que espalhava notícias falsas contra Fernando Haddad (PT)

BBB 21: Adm de Juliette foi condenado por criar site com fake news
(Foto: Reprodução Gshow)

O líder da equipe que cuida das redes sociais de Juliette do BBB 21, Huayna Tejo, foi condenado pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) pela criação de um site que espalhava fake news contra Fernando Haddad (PT), nas eleições pela prefeitura de São Paulo de 2012. As informações são do UOL.

O site teve acesso ao processo contra Huayna, junto ao TRE-SP, e confirmou sua condenação a pagar multa. Segundo o portal, a quantia ainda não foi quitada.

“Em decisão transitada em julgado (da qual não cabe mais recurso), a parte foi condenada ao pagamento de multa no valor de R$ 10 mil. O arquivamento do feito não significa isenção da multa. A parte está sujeita a responder por uma ação de execução fiscal para efetuar o pagamento que foi imposto pela Justiça Eleitoral”, lê-se no trecho do processo.

Entenda o caso

Em 2012, a empresa de Huayna foi contratada pela campanha de José Serra por R$ 250 mil para “criação e inclusão de páginas na internet”. Um dos sites associados à empresa foi “Propostas Haddad 13” que, além de trazer um visual parecido ao utilizado pela campanha do político, publicava notícias e propostas falsas atribuídas ao petista.

“O blog ao ser acessado, de início, dá a impressão de que se trata de site oficial da campanha do requerente, somente após contato com o texto ali apresentado, o qual faz críticas negativas ao plano de governo do candidato, é que surge a dúvida quanto a sua autoria, o que causa tumulto, pois, acaba por confundir o eleitor sobre quem é o responsável por mencionado material”, diz trecho do processo.

Na época, o Google precisou retirar o blog do ar por “difundir propaganda eleitoral ilícita, com conteúdo supostamente degradante, calunioso, injurioso e sabidamente inverídico a respeito dos representantes, bem como por constituir propaganda eleitoral anônima”.

Quando o Google repassou o IP que identificaria a origem do site, se chegou ao nome de Huayna Tejo, no mesmo endereço onde funcionava sua empresa, em João Pessoa, na Paraíba.

Huayna se desculpou pelo acontecido e disse que as pendências “já foram resolvidas”.

“O fato aconteceu há 8 anos e já foi devidamente resolvido na justiça. Na intenção de criar um site humorístico, a agência cometeu um erro, classificado por muitos como piadas de mau gosto. Huayna novamente pede desculpas a todos que foram envolvidos ou que se sentiram lesados pelo ocorrido”, diz a nota.

*Com informações do UOL