PLANTA TAMBÉM VENCE

BBB 20: Thelma é a vencedora com 44,10% dos votos

Chamada de "planta" por muitos, Thelma mostrou coerência e lealdade em um jogo limpo e sincero. A verdadeira inimiga do fim no BBB 20


Fabricio Moretti
Do Mais Goiás | Em: 28/04/2020 às 00:11:56

Chamada de
Chamada de "planta" por muitos, Thelma mostrou coerência e lealdade em um jogo limpo e sincero. A verdadeira "inimiga do fim" no BBB 20 (Foto: Reprodução)

A médica Thelma Assis, 35 anos, é a grande vencedora do BBB 20. Com 44,10% dos votos, a sister foi a escolhida pelo público para levar o prêmio de R$ 1,5 milhão. A influencer Rafa Kalimann ficou em segundo lugar, com 34,81% dos votos e Manu Gavassi, em terceiro, com 21,09%.

Thelma foi a única finalista restante do “Grupo Pipoca”, formado por anônimos que se inscreveram no BBB 20. Manu e Rafa faziam parte do “Grupo Camarote”, por já serem rostos conhecidos do público.

Durante o raio-x que gravou nesta segunda-feira (27) no BBB, a vencedora falou sobre a emoção de ter chegado a final. “Quero agradecer quem torceu por mim, quem votou nos paredões em que fui, quem mandou energia positiva. Muito obrigada!”, disse a sister.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Thelma Assis 🎭 (@thelminha_assis) em

Indagada o que faria caso ganhasse o BBB, a médica respondeu. “Quero sair do aluguel, comprar um apartamento e ajudar minha família”.

Vários artistas declararam torcida para Thelma durante o reality: Preta Gil, Lia Clark, Negra Li, Iza, Valeska Popozuda, Pabllo Vittar, Giovanna Ewbank, Lucy Ramos, Ingrid Guimarães, Cleo Pires, Whindersson Nunes, Bruno Gagliasso, além de Gleici Damasceno, vencedora do BBB 18.

No último domingo (26), as três finalistas puderam assistir aos vídeos relembrando a trajetória de cada uma. Thelma agradeceu muito e disse que estava feliz por ter sido durante o jogo exatamente como sua família e amigos a conhecem.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Thelma Assis 🎭 (@thelminha_assis) em

Carreira

Thelma Assis trabalha como médica anestesiologia em quatro hospitais de São Paulo. Além disso, é bailarina formada e passista na escola de samba Mocidade Alegre.

Rejeitada pela mãe biológica, aos três dias de vida ela foi adotada pela funcionária pública Yara Assis e pelo gráfico Carlos Alberto de Assis.

Após o ensino médio, fez três anos de cursinho pré-vestibular, com bolsa de 50%, até conseguir uma vaga na faculdade de medicina. Com dificuldades financeiras, durante anos Thelma morou em uma pensão.

“Consegui uma bolsa de 100% no curso, mas não conseguia comprar livros nem materiais para as aulas práticas. Vivia na biblioteca para não ficar sem aprender o conteúdo”, declarou durante o confinamento.

A “planta” inimiga do fim

Tida como “planta” por muitos, Thelminha causou no reality. A sister ganhou a Prova do Líder duas vezes: Na primeira, passou mais de 26 horas em uma disputa de resistência – a quarta mais longa do BBB; na segunda, ela escapou de um paredão e foi líder na mesma noite.

Ao todo, Thelma enfrentou quatro paredões no BBB 20: Na primeira berlinda quem saiu foi a cantora Gabi; logo após a eliminada foi a modelo Ivy; no terceiro paredão que disputou a eliminada foi Flayslane, seu desafeto dentro da casa; e por último, o paredão que eliminou Babu.

Diante dos casos de machismo dentro da casa, Thelma se posicionou firme e comprou briga contra os homens.

Um dia, ao descobrir que o ex-brother Lucas não contribuiu com nenhuma estaleca para as compras de alimentos, ela não hesitou e disse tudo o que pensava do ex-BBB.

“Você teve uma atitude escrota! Você é um escroto! Você vai sair com vergonha das atitudes que você está tendo aqui dentro, porque você é um macho escroto! É isso que você é!”, declarou no BBB.

Outra briga memorável foi com a cantora Flayslane. Após um Jogo da Discórdia em que Thelma disse que acreditava que Flay seria a próxima eliminada, a cantora não gostou do que ouviu.

“Você fala uma coisa aqui, outra coisa ali”, disse Flay. A médica rebateu: “Você é incoerente, você age por conveniência. Estamos há dois meses aqui, você nunca veio me oferecer ajuda nenhuma, só quando virei líder”.

Contudo, nos últimos dias de Flay no BBB 20, as duas se reconciliaram e ainda compartilharam casos de racismo que já sofreram fora da casa.

“Quando um ex-namorado meu começou a se envolver com uma loira, as pessoas comentaram que ela sim combinava com ele, não eu”, relembrou Flayslane.

Outra coisa que o público não pode negar é que Thelma era a alma das festas no BBB 20. A verdadeira ‘inimiga do fim’, que ficava chateada quando não tocava samba para ela dançar.

Na sua festa como líder, o ‘Barracão da Thelminha’, a sister se emocionou ao dançar no ritmo da escola de samba que faz parte, a Mocidade Alegre.

Em um vídeo que viralizou nas redes sociais, a médica aparece bebendo uma garrafa de gin no gargalo durante uma festa.

Racismo

Desde o início do programa Thelma e Babu sempre deixaram claro o apoio mútuo. Dentro e fora do BBB 20, os dois levantaram questões sobre o racismo estrutural, por enfrentarem situações tidas como discriminatórias.

Durante uma conversa dentro do confinamento, Thelma contou que sempre sofreu preconceito por causa da cor da pele, inclusive no ambiente de trabalho. “No hospital, podem me dar qualquer função, menos a de anestesista”.

No dia 30 de março, o empresário Rodrigo Branco fez pronunciamentos racistas contra a sister e a jornalista Maju Coutinho. Na ocasião, Branco disse que “torcer por Thelma é racismo” e que sua torcida existe apenas porque “ela é negra coitada”.

A família de Thelma declarou que buscará os direitos da médica por causa do episódio. “Estamos adotando as providências na defesa dos interesses da Thelma e da população negra brasileira”, publicou a família da sister.