Bayern de Munique comemora aniversário com goleada sobre Colônia

O Bayern está isolado na liderança da tabela, com 58 pontos conquistados, nove a mais que o Wolfsburg


//

Nesta sexta-feira, o Bayern de Munique completou 115 anos e aproveitou para abrir a 23ª rodada do Campeonato Alemão com sua terceira goleada consecutiva na competição. A equipe derrotou o Colônia por 4 a 1, na Allianz Arena, com gols de Schweinsteiger, Ribéry, Robben e Lewandowski. Os visitantes marcaram com Ujah.

Invictos há cinco jogos, os donos da casa estão isolados na liderança da tabela, com 58 pontos conquistados, nove a mais que o Wolfsburg, segundo colocado até o momento. Já os visitantes continuam com 25 somados.

Pela 24ª rodada da competição nacional, o Bayern de Munique visita o Hannover às 11h30 (de Brasília) do próximo sábado. O Colônia, por sua vez, recebe o Eintracht Frankfurt na mesma data e horário.

O JOGO

A equipe da casa abriu o placar logo aos três minutos. Robben cobrou escanteio aberto pelo lado esquerdo, e Schweinsteiger subiu bem para cabecear forte e balançar as redes.

O Bayern ampliou com dez jogados. Ribéry recebeu passe pela meia esquerda, conduziu a bola para o meio e chutou no canto direito da meta de Horn, sem chances de defesa para o goleiro.

O Colônia conseguiu responder ainda no primeiro tempo, com 45 minutos marcados. Em cruzamento de Lehmann na ponta direita, Ujah cabeceou para colocar a bola no fundo das redes adversárias.

No início do segundo tempo, ambas as equipes tiveram boas chances de abrir o placar, mas tanto Neuer quando Horn brilharam ao executar boas defesas e, ao contrário do que era esperado, os visitantes conseguiam pressionar os anfitriões.

O Bayern reagiu aos 21 minutos e voltou a dominar a partida. Após boa troca de passes, Robben recebeu cruzamento na entrada da área e mandou, de cabeça, para o fundo das redes da Allianz Arena.

A goleada foi decretada aos 28. Em contra-ataque, Robben ficou na cara do gol com a bola e tocou por cobertura. Debaixo da meta, Lewandowski finalizou de peito para anotar o quatro dos anfitriões e sacramentar o triunfo.